USP está entre as 100 universidades de maior prestígio no mundo

A avaliação é da consultoria Times Higher Education, com base na opinião de 29 mil pesquisadores

 Publicado: 16/11/2022  Atualizado: 21/11/2022 as 16:25
Por

Foto: Reprodução/Times Higher Education

A USP é a única universidade da América Latina a figurar entre as 100 instituições com maior reputação acadêmica do mundo, segundo o World Reputation Ranking 2022, divulgado hoje, dia 16 de novembro.

Na posição 81-90, mesma colocação do ano passado, a USP se equipara a instituições como a Universidade de Bristol (Reino Unido), a Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara (EUA), a Universidade de Leiden (Holanda) e a Universidade RWTH Aachen (Alemanha).

Nas três primeiras posições estão as norte-americanas Universidade Harvard (1º lugar, pelo 12º ano consecutivo), Instituto de Tecnologia de Massachusetts (2º) e Universidade Stanford (3º).

THE World Reputation Ranking 2022
1Universidade HarvardEstados Unidos
2Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)Estados Unidos
3Universidade StanfordEstados Unidos
4Universidade de OxfordReino Unido
5Universidade de CambridgeReino Unido
6Universidade da Califórnia, BerkeleyEstados Unidos
7Universidade PrincetonEstados Unidos
8Universidade YaleEstados Unidos
9Universidade de TsinghuaChina
10Universidade de TóquioJapão
81-90Universidade de São Paulo (USP)Brasil

Elaborado pela consultoria britânica de educação superior Times Higher Education (THE), o ranking classifica as instituições de acordo com a opinião de 29 mil pesquisadores e acadêmicos que são convidados a elencar, com base em sua própria experiência, até 15 universidades que considerem ser as melhores em termos de pesquisa e ensino.

Ao todo, figuram universidades de 32 países. Os Estados Unidos são o país com mais universidades na lista: 56 das 211 classificadas. Além da USP, a Unicamp é a segunda brasileira classificada, ocupando a posição entre 151-175.

Os pontos para avaliar a reputação referem-se ao número de vezes que uma instituição foi citada pelos entrevistados como sendo a melhor em seus respectivos campos de conhecimento. Os acadêmicos consultados poderiam destacar as universidades que consideravam as mais fortes, regional e globalmente, em suas áreas específicas, dentre as mais de 6 mil instituições de ensino superior existentes no mundo.

Mais informações sobre o ranking podem ser obtidas na página do Escritório de Gestão de Indicadores de Desempenho Acadêmico (Egida) da USP.

Desempenho nos rankings THE

+ Mais

USP é a universidade brasileira mais bem colocada no ranking latino-americano da Times Higher Education

Em sua 12ª edição, o World Reputation Ranking é uma vertente da classificação anual das universidades feita pelo THE com base em uma pesquisa realizada junto a 29.606 acadêmicos de mais de 159 países, abrangendo todas as áreas do conhecimento. A classificação das instituições tem como principal critério a excelência na pesquisa e no ensino.

No ranking principal, o THE World University Rankings, divulgado no dia 11 de outubro, a USP ficou no grupo 201-250, sendo a universidade latino-americana mais bem classificada. Já no THE Latin America, que abrange apenas instituições da América Latina, a USP ficou na 2ª posição, sendo a brasileira mais bem colocada. O ranking foi divulgado no dia 14 de julho.

No THE University Impact – ranking que avalia como as universidades do mundo todo estão contribuindo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), em termos de pesquisa, divulgação e governança – a USP ficou na 62ª posição, empatada com a University College Cork (Irlanda).

Já no THE by Subject, que emprega os mesmos critérios utilizados no ranking mundial, mas adaptados para cada área de concentração, a USP ficou entre as 100 melhores universidades do mundo em duas das 11 áreas do conhecimento: Clínica e Saúde (84º lugar) e Direito (97º). O ranking foi divulgado no dia 25 de outubro.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.