Proteção contra descargas atmosféricas é tema de simpósio internacional

 11/07/2007 - Publicado há 14 anos
Por

Entre os dias 26 e 30 de novembro, o Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) da Universidade de São Paulo, promoverá, na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, a nona edição do Simpósio Internacional de Proteção contra Descargas Atmosféricas – SIPDA.

O SIPDA é um evento bianual de natureza técnico-científica que tem como principais objetivos contribuir para a discussão e difusão das inovações tecnológicas relativas à proteção contra descargas atmosféricas, aterramento e técnicas de modelagem e de medição. O evento abrange todos os aspectos relacionados a descargas atmosféricas, entre eles, a física das descargas, características e medições, os sistemas de detecção e localização, métodos de proteção e acidentes e prejuízos causados por descargas atmosféricas.

Desde a sua primeira edição, em 1988, o simpósio tem contribuído para o desenvolvimento da tecnologia e do conhecimento científico, nos âmbitos nacional e internacional, no que diz respeito às descargas atmosféricas e aos métodos de proteção contra seus efeitos. Pioneiro na América Latina, o SIPDA hoje é um referencial para os profissionais e pesquisadores do setor, além de propiciar o intercâmbio de informações e experiências entre pesquisadores do Brasil e do exterior nas mais diversas áreas relacionadas ao tema.
O evento é organizado pelo Programa Interunidades de Pós-Graduação em Energia do IEE e conta com o apoio da Seção Sul Brasil do Institute of Electrical and Electronic Engineers (IEEE).
Paralelamente ao SIPDA serão promovidas reuniões de dois importantes grupos internacionais de pesquisa na área, o CIGRE WG C4.04.01 – Lightning e o CIRED/CIGRE WG C4.4.02 – Protection of Medium Voltage and Low Voltage Networks against Lighting. Mais informações podem ser obtidas através do site www.iee.usp.br/sipda


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.