“Encontro de Dirigentes” discute ações da gestão em 2023 e perspectivas para os próximos dois anos

O evento teve como tônicas principais informar aos participantes sobre as principais realizações da USP neste ano, bem como dar a oportunidade para discussões sobre temas-chave para a gestão

 07/12/2023 - Publicado há 3 meses     Atualizado: 11/12/2023 as 11:55
Por
O reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior deu início à reunião apresentando as principais ações realizadas neste segundo ano de sua gestão – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Foi promovido, no dia 6 de dezembro, o Encontro de Dirigentes USP 2023, que reuniu cerca de 120 diretores e vice-diretores das Unidades de Ensino e Pesquisa, prefeitos e vice-prefeitos dos campi e superintendentes da Universidade, na Sala do Conselho Universitário, no prédio da Reitoria, em São Paulo.

O evento teve como tônicas principais informar aos participantes sobre as principais realizações da USP neste ano, bem como dar a oportunidade para discussões sobre temas-chave para a gestão – graduação, pós-graduação, pesquisa, inovação, cultura e extensão universitária e administração universitária.

O reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior deu início à reunião apresentando as principais ações realizadas neste segundo ano de sua gestão, ao lado da vice-reitora Maria Arminda do Nascimento Arruda, em cada uma das áreas, incluindo as atividades desenvolvidas pelas Superintendências.

“Nosso objetivo é apresentarmos o que já foi feito nesses dois anos e rediscutirmos os próximos dois anos, baseados nos compromissos que assumimos com a comunidade”, explicou o reitor. “Podemos fazer mais nos próximos dois anos e entregar a Universidade melhor do que quando assumimos e esta é nossa função. E, com isso, a USP vai se tornando um player cada vez mais importante para a sociedade”, destacou.

O evento reuniu cerca de 120 diretores e vice-diretores das Unidades de Ensino e Pesquisa, prefeitos e vice-prefeitos dos campi e superintendentes da Universidade – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Segundo o reitor, no programa de gestão reitoral foram definidos cinco eixos e 130 compromissos, dos quais 67% já foram realizados e 33% ainda estão por fazer. Carlotti citou como exemplos a implementação do Provão Paulista, o convênio da pós-graduação com Angola, a criação dos Centros de Estudos, a ampliação do Programa de Apoio à Formação e à Permanência Estudantil, a conclusão do processo de avaliação institucional, a contratação de docentes e de servidores, a implantação do auxílio-saúde, entre outros projetos. Carlotti também falou sobre a paralisação estudantil que afetou a Universidade no segundo semestre.

Em relação aos desafios para o próximo ano, o reitor destacou os investimentos a serem feitos na geração de energia renovável nos campi, que deverá ser iniciada no campus de São Carlos, e na construção de nova infraestrutura nas unidades. “Queremos transformar nossos campi em modelos de sustentabilidade para mudar as cidades onde estão inseridos”, afirmou.

O grupo de dirigentes se dividiu em workshops para discussões específicas com cada uma das Pró-Reitorias e com a Coordenadoria de Administração Geral (Codage) – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Workshops para discussões

Em seguida, o grupo de dirigentes se dividiu em workshops para discussões específicas com cada uma das Pró-Reitorias e com a Coordenadoria de Administração Geral (Codage). No período da tarde, os pró-reitores apresentaram os resultados desses debates a partir das questões e contribuições apresentadas pelos participantes.

Os principais temas abordados foram modificações nos cursos de Licenciatura, a atratividade de estudantes nos cursos de pós-graduação, a necessidade de implementação de programas de pós-graduação em língua estrangeira, o fomento à pesquisa de classe mundial, a implantação do projeto de curricularização da extensão, a necessidade da avaliação do programa de permanência estudantil e a implementação de um programa de progressão da carreira dos servidores técnicos e administrativos, o que deverá ser feito até meados do próximo ano.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.