Sedentarismo, a principal causa de doenças crônicas não transmissíveis

A coluna “Corpo e Movimento” fala da relação entre o exercício físico e o combate da obesidade, hipertensão e diabete

 23/10/2017 - Publicado há 4 anos

Doenças crônicas não transmissíveis são a principal causa de mortalidade na maioria dos países do mundo e no Brasil. Hipertensão, diabete e obesidade são as  mais comuns. Embora multifatorial, a razão principal de tanta gente desenvolver essas doenças é a inatividade física, ou seja , o sedentarismo. Ao longo da vida, as pessoas desenvolvem uma ou mais doenças. Os dados são alarmantes. Um artigo da Revista de Saúde Publica da USP confirma que, no Brasil, cerca de 70% das pessoas possuem hipertensão, obesidade e diabete,  o que coincide também com a taxa de sedentarismo. Na coluna desta semana, o tema é como a atividade física ajuda pessoas a combater doenças crônicas não transmissíveis.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.