Economia de bens de serviços e dados cresce mais que a de manufaturados

O colunista afirma a urgência do Brasil em investir em educação e aumentar a qualificação dos brasileiros

A economia digital e o comércio internacional de serviços e dados estão crescendo muito mais que o setor de bens manufaturados e tangíveis, comenta o professor Glauco Arbix, na edição de hoje.  Para ele, essa questão tem um impacto muito grande na economia dos países.

Arbix explica que o trabalhador de baixa ou média qualificação está perdendo aceleradamente o peso no comércio internacional. “Menos de 18% dos bens que são comercializados globalmente vêm de trabalho que são de baixa qualificação. O aumento do valor agregado que os bens de serviços e dados estão gerando exige que se invista em educação e qualifique as pessoas ou vamos ficar numa situação muito difícil”, ressalta.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Observatório da Inovação.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 7
  •  
  •  
  •  
  •