Doenças degenerativas cerebrais podem ser causadas por esportes de repetição

Esses quadros são chamados de encefalopatia traumática crônica e estão associados à degeneração dos lóbulos frontais e temporais do cérebro

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Minuto do Cérebro desta semana o professor Octávio Pontes Neto fala sobre os traumatismos cranianos leves que acontecem de forma repetida e podem levar ao desenvolvimento de doenças degenerativas cerebrais como a demência, o Alzheimer e o parkinsonismo.

Segundo o professor, esses quadros são chamados de encefalopatia traumática crônica e estão associados à degeneração, principalmente, dos lóbulos frontais e temporais do cérebro, que são as regiões mais afetadas por esses traumas leves.  

Pontes Neto afirma que esses quadros são frequentemente relatados em indivíduos que retornam da guerra ou de atividades militares, e também entre esportes de contato como ex-jogadores de futebol americano, boxe ou MMA e hockey, por exemplo.

O professor cita um estudo publicado esta semana na New England Journal of Medicine, que utilizou a técnica de Tomografia por Emissão de Positrões (PET). Os pesquisadores conseguiram mostrar que o PET é uma técnica que pode, no futuro, ser usada para diagnóstico antes mesmo dos sintomas aparecerem. “O foco e a importância estão no avanço de técnicas de neuroimagem que favoreçam o diagnóstico precoce dessa condição, para que as medidas de prevenção possam ser tomadas”, conclui.    

Ouça no áudio acima a íntegra da coluna Minuto do Cérebro.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados