Foto: Cecília Bastos/ USP Imagens

“Universidade significa investimento no futuro do País”

Em evento na USP, o candidato Lula ressalta a importância fundamental do ensino superior

 16/08/2022 - Publicado há 1 mês

Texto: Redação

Arte: Ana Júlia Maciel

“Está nas nossas mãos a responsabilidade de dizer que país nós queremos”, disse o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, candidato à Presidência da República, na aula aberta Universidade pela Democracia, promovida pelo coletivo USP Pela Democracia, ontem, às 17h, no vão aberto do prédio do Departamento de História e Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

Ao lado de Fernando Haddad, candidato ao governo de São Paulo, e de personalidades acadêmicas como Marilena Chauí, da FFLCH, Ermínia Maricato, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, e Adriana Alves, do Instituto de Geociências (IGc) da USP, Lula acrescentou: “Está nas nossas mãos que futuro, que educação, que trabalho, que política democrática queremos, mapear o Brasil que queremos”. E finalizou: “Eu só vou sossegar quando o filho de uma empregada doméstica puder sentar no mesmo banco de uma universidade ao lado do filho de sua patroa”.

E recordou um sonho: “Quando eu deixei a Presidência, eu tinha a impressão de que, no ano que completaria 200 anos de Independência, o Brasil ia ultrapassar a Inglaterra e a França e nosso país estaria disputando a posição de ser a quarta economia mundial”, lembrou Lula. “Esse era o sonho que eu tinha. Mas o país que chegou a ser a sexta economia do mundo, caiu para ser a 13ª”.

“Está nas nossas mãos a responsabilidade de dizer que país nós queremos”

O evento no prédio do Departamento de História e Geografia reuniu docentes, alunos e funcionários da USP – Fotos: Cecília Bastos/ USP Imagens

Ensino público e gratuito

Desde as 15h desta segunda-feira, o público, predominantemente jovem, formou extensas filas em torno do prédio da História e Geografia e lotou o espaço do evento, entre um dos lados da rampa que marca a arquitetura do espaço, se estendendo por todo o pátio aberto que serve normalmente como estacionamento.

“É fundamental que a universidade pública reafirme o seu compromisso com as políticas de enfrentamento à desigualdade social e às discriminações, na defesa do ensino público, gratuito e de qualidade, assim como na manutenção dos programas de permanência e de ação afirmativa socioétnica e racial”, defendem os organizadores do evento desta segunda-feira, 15/8, membros do coletivo USP Pela Democracia.

Formado por professores, estudantes e servidores da Universidade, o coletivo pretende expressar a indignação do grupo diante das violações à democracia brasileira e promover um debate sobre o papel da universidade nesse contexto.

Na sua curta fala, perante um público ávido por ouvir o ex-presidente, que se pronunciaria em seguida, Fernando Haddad fez questão de ressaltar: “Quando fui ministro da Educação no governo Lula, andei pelo Brasil inaugurando faculdades pelo interior do País”, lembrou Haddad. “Lula foi o presidente que mais abriu vagas para estudantes do ensino superior.”


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.