Série “Conferências Fapesp 2024” trata de temas em destaque na ciência mundial

Conferências abordam temas em destaque nas ciências, artes, tecnologia e inovação; primeiro tema fala sobre a vida das dunas no dia 1º de março, no auditório da Fapesp em São Paulo

 23/02/2024 - Publicado há 2 meses
Conferências no auditório da Fapesp, em São Paulo, trazem pesquisadores em destaque na ciência – Foto: Divulgação/Fapesp

.
A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) divulgou a programação de palestras da série Conferências Fapesp 2024.
Neste ano, estão programadas dez conferências presenciais, às sextas-feiras, 10 horas da manhã no auditório da Fundação, na Rua Pio XI, 1500, no bairro do Alto da Lapa, em São Paulo. As conferências envolvem temáticas interdisciplinares de interesse amplo para as ciências, artes, tecnologia e inovação.

A série teve início em 2021, em razão das comemorações dos 60 anos da Fapesp e os temas e convidados são escolhidos por uma comissão transdisciplinar de pesquisadores designados pelo presidente da Fapesp, Marco Antonio Zago, coordenada por Fernando Ferreira Costa, da Unicamp, e composta por: Oswaldo Baffa Filho e Esther Imperio Hamburger, da USP; Ciro Antonio Rosolém, da Unesp; Maria de Fátima Morethy Couto e Carlos Alfredo Joly, da Unicamp.

A vida das dunas é o tema da primeira conferência. Ministrada pelo físico Hans Herrmann, da Universidade Federal do Ceará (UFC) e do Laboratoire Physique et mécanique des milieux Hétérogènes (PMMH) – CNRS/ESPCI; a conferência acontecerá no dia 1º de março, das 10h às 11h30, no Auditório da Fapesp. A moderação é do físico e professor da USP Oswaldo Baffa Filho, membro da Sociedade Brasileira de Física. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas neste link

O físico Hans Herrmann – Foto: Divulgação Fapesp

Nesta conferência, o professor Herrmann contará como as dunas – ecossistemas constituídos de grãos de areia – se formam e se movem e apresentará uma modelagem capaz de reproduzir quantitativamente o seu comportamento e padrões de medidas, comparando as dunas encontradas em Marrocos e no Brasil. Tratará também da colisão e do cruzamento entre dunas, das alternativas de estudos para a fixação das dunas através de vegetação, da transição de dunas tipo barcanas para parabólicas, e apresentará estudos sobre a formação das dunas de Marte, explicando a atmosfera daquele planeta.

Hans Jürgen Herrmann nasceu em Cuba e cresceu em Bogotá. Estudou física em Göttingen e em Colônia, na Alemanha, onde obteve o seu PhD em física estatística. Fez o pós-doutorado na Universidade de Georgia, em Athens (EUA), e no Serviço de Física Teórica no CEA Paris Saclay. É membro do CNRS e foi líder do grupo de supercomputação de Jülich (HLRZ-KFA Jülich). Foi diretor do Laboratoire Physique et mécanique des milieux Hétérogènes (PMMH) – CNRS/ESPCI, em Paris; professor e chefe do Institute of Computer Physics da Universidade de Stuttgart e é professor emérito do Instituto de Materiais de Construção da ETH Zürich. Trabalha no PMMH em Paris e no Departamento de Física da Universidade Federal de Ceará (UFC).

Programação 2024

Os temas das outras palestras do primeiro semestre são: Há algo de novo no passado: o estado da arte da pesquisa arqueológica na Amazônia, no dia 22 de março, com Eduardo Neves, Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE) da USP; Physician-scientists: Bridging the gap between bench and bedside, no dia 26 de abril, com Antonio Bianco, Universidade de Chicago; e A formação dos ecossistemas da América do Sul, no dia 24 de maio, com Carlos Jaramillo, Smithsonian Tropical Research Institute. 

Para conferir a primeira palestra A vida das dunas, com Hans Herrmann, as inscrições são gratuitas neste link

.

*Texto Assessoria de Imprensa da Fapesp


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.