Parceria com a USP leva ensino de robótica a escola pública de São Carlos

No segundo semestre de 2023 a disciplina foi implantada na Escola Estadual Professor Sebastião de Oliveira Rocha em parceria com o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP

 05/01/2024 - Publicado há 6 meses
Alunos Murilo Henrique e Vitória nos projetos do semáforo e radar de proximidade – Foto: Divulgação/ICMC

.
Uma parceria entre o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP e a Escola Estadual Prof. Sebastião de Oliveira Rocha, ambos na cidade de São Carlos, em São Paulo, ajudou a levar conceitos de robótica para estudantes do ensino médio durante o segundo semestre de 2023.  A
disciplina eletiva Robotech: Arduino e Robótica foi criada com o objetivo de “proporcionar uma experiência de aprendizado prática e envolvente, capacitando os alunos a utilizarem o Arduino – uma plataforma de prototipagem eletrônica de código aberto – como uma ferramenta para transformar suas ideias em projetos reais, estimulando-os a explorar a área da eletrônica e programação”, conforme explica o plano da disciplina.

A escola estadual está inserida no Programa de Ensino Integral, em que as disciplinas eletivas (que não fazem parte do currículo pleno do curso) são propostas e elaboradas pelos professores a partir dos projetos de vida dos estudantes, considerando a relevância do tema e a possibilidade de ampliação, diversificação e aprofundamento nos componentes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A parceria foi realizada por intermédio das professoras Mirella Okumura, da escola estadual, e Roseli Aparecida Francelin Romero, do ICMC.

A disciplina busca apresentar aos alunos o Arduino e suas aplicações e ao longo do curso os alunos aprendem sobre os fundamentos da eletrônica, programação e prototipagem. Eles também têm a oportunidade de criar seus próprios projetos Arduino.

Projeto de criação da disciplina

Em meados de julho foram realizados os primeiros contatos entre as instituições. O primeiro passo foi a criação da ementa e a divulgação para o processo de seleção dos alunos. Após a divulgação das propostas para cada segmento (6º e 7º anos do ensino fundamental; 8º e 9ª anos do ensino fundamental; 1ª, 2ª e 3ª séries do ensino médio), foi realizado uma apresentação do projeto, e os alunos elencaram suas prioridades dentre as disciplinas ofertadas. 

Professora Roseli e professora Mirella com alguns dos alunos matriculados na disciplina – Foto: Divulgação/ICMC

.
Também em conjunto foi elaborado o
plano da disciplina, em que são definidos os objetivos, cronograma das atividades, entre outros. Nas primeiras aulas, foi apresentada a placa Arduino aos alunos. “Na escola, tínhamos placas do modelo Arduino Uno. Fizemos também uma breve apresentação do sensor ultrassônico, dos atuadores (LEDs, buzzer), motor de passo e servo motor disponíveis para que os alunos pudessem pesquisar e elaborar projetos com a utilização desses componentes”, explica a professora Mirella.

A professora ainda conta que depois de algumas aulas destinadas à pesquisa, foram formados grupos para que os projetos fossem desenvolvidos. “Cada grupo sugeriu uma ideia de projeto a desenvolver com os materiais que tínhamos disponíveis, entre eles radar ultrassônico, cancela de estacionamento, semáforo, lâmpada com acendimento automático (sensor de proximidade), disco de Newton”, enumera.

Mais informações sobre o projeto pelo e-mail: romero.roseliaparecida@gmail.com

.

* Texto: Mirella Okumura com revisão de Roseli Francelin Romero

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.