Como tornar um campus universitário mais sustentável?

Nos dia 7 e 8 de junho, USP sedia encontro que vai compartilhar melhores práticas na criação de condições sustentáveis nos campi

Por - Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=169171
  • 68
  •  
  •  
  •  
  •  
Vista do campus da USP Cidade Universitária, em São Paulo – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

.
Nos dias 7 e 8 de junho, a USP organiza, em São Paulo, o segundo National Workshop on UI GreenMetric for Universities in Brazil – 2018. Trata-se de uma oportunidade para comunicação e apresentação de trabalhos e compartilhamento das melhores práticas na criação de condições sustentáveis nos campi universitários, além de um incentivo à colaboração e ao aprendizado entre as universidades.

No primeiro dia, 7 de junho, no Jardim Botânico de São Paulo, está prevista uma oficina com representantes indicados de instituições universitárias para trocas de experiências e discussões de resultados e dificuldades, tendo por objetivo o fortalecimento e a formação de uma rede nacional de trabalho com o modelo GreenMetric. Para inscrições como representante institucional indicado (participações nos dias 7 e 8 de junho), deve-se preencher este formulário.

No segundo dia, 8 de junho, no auditório do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEE) da USP, no campus Cidade Universitária, o evento envolverá palestras de convidados internacionais e apresentação de trabalhos (comunicações orais e pôsteres) com foco nos projetos de sustentabilidade das universidades. Qualquer pessoa pode participar, basta se inscrever neste link. O IEE fica na Av. Professor Luciano Gualberto, 1.289.

As submissões de resumos de trabalhos vão até 3 de junho. Os trabalhos apresentados serão reunidos e editados em uma publicação da Superintendência de Gestão Ambiental (SGA) da USP, responsável pelo evento.

O UI GreenMetric World University Ranking foi criado pela Universidade da Indonésia (UI), em 2010, para medir os esforços das universidades em tornar seus campi mais sustentáveis. A intenção é criar uma pesquisa on-line de políticas e programas de sustentabilidade de universidades em todo o mundo. No primeiro ano, 95 universidades de 35 países participaram do ranking. Esse número aumentou para 516 em 2016 e para 619 em 2017. Neste ano, houve um crescimento na América Latina, tendo participado 64 universidades da América do Sul.

Mais informações podem ser encontradas em: sites.google.com/usp.br/greenmetric2018

 

  • 68
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados