Prevenir lesões no joelho é um dos focos da ciência do esporte atualmente

Mesmo com inúmeras pesquisas sobre os ligamentos do joelho, cientistas ainda não conseguem prever quando as lesões vão ocorrer

Na coluna Ciência e Esporte desta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre como a ciência do esporte busca prevenir lesões no joelho. Em específico, lesões no Ligamento Cruzado Anterior (LCA).

O LCA é um ligamento muito importante no joelho e também muito estudado, segundo Santiago, pois impede o atrito excessivo entre os ossos do fêmur e da tíbia. O professor Santiago conta que existem “infindáveis” pesquisas que buscam identificar como ocorrem as lesões de não-contato na região do joelho e sobre como preveni-las. No entanto, ele diz que ainda não existem mecanismos que os pesquisadores possam apontar como preventivos para essas lesões.

O professor menciona que diversas pesquisas relacionaram a lesão de não-contato com o ângulo do joelho, velocidade de movimento, enfraquecimento muscular e questões anatômicas, mas nenhuma mostrou resultados conclusivos de como prever a lesão do LCA nos atletas. Santiago também menciona três pesquisas norte-americanas que procuram usar algoritmos para identificar as causas da contusão.

Os ouvintes podem participar da coluna Ciência e Esporte, sugerindo temas ou enviando questões para as próximas edições pelo e-mail ou através de comentários no canal da coluna no YouTube. A única restrição é que sejam temas relacionados à ciência e ao esporte.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.