USP é a melhor universidade da América Latina e Caribe, segundo QS

A 13ª edição do QS Latin America & The Caribbean Ranking classificou as 416 melhores universidades da América Latina

 13/09/2023 - Publicado há 9 meses     Atualizado: 15/09/2023 as 12:27

Texto: Erika Yamamoto

Arte: Moisés Dorado

Montagem sobre Ilustrações: QS World University Rankings

A USP é a melhor universidade da América Latina segundo o QS Latin America & The Caribbean Ranking, publicado hoje, dia 13 de setembro, pela consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS). Essa 13ª edição do ranking avaliou e classificou 430 instituições de 25 países da região.

A USP não realiza suas atividades buscando resultados em rankings. Priorizamos sempre a excelência nas nossas ações, principalmente no ensino de graduação e pós-graduação, na pesquisa e inovação e nas atividades de cultura e extensão, com foco na inclusão e no desenvolvimento sustentável. Mas é muito bom ver esse trabalho reconhecido por instituições internacionais. É, de certa forma, um certificado de qualidade, mostra a pujança do ensino superior brasileiro e faz com que a responsabilidade da USP se torne ainda maior.

Carlos Gilberto Carlotti Junior – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Carlos Gilberto Carlotti Junior – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

O Brasil é o país com mais universidades ranqueadas, 97 no total, seguido do México, com 63 universidades, e da Colômbia, com 61. Além da USP, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) ficou na 3ª colocação; a
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na 8ª; e a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), na 10ª.

O vice-presidente sênior da QS, Ben Sowter, ressalta que “o Brasil teve um desempenho excepcional no ranking deste ano, com duas universidades brasileiras entre as três melhores da região”.

QS Latin America & The Caribbean Ranking

universidadepaís
Universidade de São Paulo (USP)Brasil
Pontifícia Universidade Católica do Chile (PUC-Chile)Chile
UnicampBrasil
Instituto Tecnológico de MonterreyMéxico
Universidade do ChileChile
Universidade dos AndesColômbia
Universidade Nacional Autônoma do México (Unam)México
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)Brasil
Universidade de Buenos Aires (UBA)Argentina
10ºUnespBrasil

Neste ano, foi incorporado o novo indicador Rede Internacional de Pesquisa, além da reformulação dos indicadores já utilizados. A USP atingiu a pontuação máxima de 100 pontos em cinco dos oito indicadores: reputação acadêmica, rede internacional de pesquisa, publicação por docente, professores com doutorado e impacto na web.

Mais informações sobre o ranking podem ser obtidas na página do Escritório de Gestão de Indicadores de Desempenho Acadêmico (Egida) da USP. 

Destaque internacional

A USP também conquistou posições de destaque em outros rankings divulgados pelo QS neste ano. No ranking mundial, a USP foi classificada na 85ª posição. Foi a primeira vez que uma instituição brasileira entrou para a lista das 100 melhores neste que é considerado um dos principais rankings universitários internacionais.

+ Mais

Pela primeira vez, uma universidade brasileira está entre as 100 melhores em ranking

No QS World University Rankings by Subject, divulgado no dia 22 de março, a USP ficou entre as melhores universidades do mundo em 45 das 54 áreas de concentração avaliadas – e em 12 áreas ela ficou entre as 50 melhores do mundo: Odontologia (14ª posição); Engenharia de Petróleo (24ª); Antropologia (27ª); Agricultura e Silvicultura (28ª); Engenharia de Minas (30ª); Enfermagem (36ª); Línguas Modernas (41ª); Ciência Veterinária (42ª); Arquitetura (44ª); Sociologia (44ª); Engenharia Civil e de Estruturas (45ª); e Direito (47ª).

Em 26 áreas específicas a Universidade ficou entre a 51ª e a 100ª posição; em cinco áreas, entre as 150 melhores; e, em duas áreas, entre as 200 melhores.

As áreas específicas são agrupadas em cinco grandes áreas e a USP está entre as 100 melhores na classificação geral de todas as cinco: Ciência Social e Administração (45ª), Artes e Humanidades (49ª), Ciências da Vida e Medicina (51ª), Ciências Naturais (52ª) e Engenharia e Tecnologia (68ª).


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.