Amnésia global transitória é mais comum em indivíduos de meia-idade

Episódios súbitos de amnésia podem durar um dia todo, sem deixar possíveis sequelas

  • 8
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Minuto do Cérebro desta semana, o professor Octávio Pontes Neto fala sobre amnésia global transitória, síndrome clínica que geralmente atinge indivíduos de meia-idade, isto é, acima dos 50 anos.

O professor conta que esse quadro é caracterizado por episódios súbitos de amnésia anterógrada, ou seja, amnesias para novos acontecimentos. “Um paciente com este quadro não consegue fixar nada do que está acontecendo, ele fica com uma confusão mental seguida de uma série de questionamentos repetitivos.”

Pontes Neto ainda lembra que essa amnésia costuma durar cerca de 24 horas e pode acontecer em ambos os sexos. “Mesmo podendo durar um dia todo, geralmente as pessoas começam a voltar depois de dez horas do episódio, entretanto, ainda mantêm o esquecimento sobre os eventos acontecidos.”

Ao falar das causas, o professor explica que “atualmente a teoria que é mais bem aceita é a existência de uma disfunção venosa com congestão na área do hipocampo, levando a uma disfunção transitória por um aumento de sangue nesta região, parando de funcionar por algumas horas”, e conclui lembrando que “na maioria das vezes os sintomas se resolvem espontaneamente sem nenhuma sequela”.

Ouça no link acima a íntegra da coluna.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 8
  •  
  •  
  •  
  •