Governo deveria incentivar a leitura e não pensar em tributar livros

Renato Janine comenta a ideia da Receita Federal em tributar livros, pois, segundo essa instituição, pessoas pobres não teriam o hábito da leitura

 14/04/2021 - Publicado há 8 meses
Por

Nesta coluna, Renato Janine Ribeiro fala sobre a proposta da Receita Federal em tributar livros, pois, segundo ela, pessoas pobres não têm o hábito da leitura. O professor lembra que já fez uma coluna anterior comentando esse tema, mas a ideia de tributação, na ocasião, tinha vindo do ministro Paulo Guedes.

Janine lembra que o atual governo não promove como deveria um aumento de tributação sobre a renda dos mais ricos. Todas as discussões sobre impostos, realizadas pelos economistas ligados aos grandes empresários, excluem a possibilidade de que quem ganha mais, paga mais. Essa medida, então, se mostra mais uma forma de esse governo atacar atividades importantes, no caso, o conhecimento. “Não há conhecimento sem leitura”, aponta.

O colunista ainda destaca o papel dos livros não didáticos na formação dos cidadãos. Para Janine, o livro não didático proporciona uma abertura muito grande para o mundo. Uma leitura aumenta o repertório para lidar com a vida. Ajuda a crescer como ser humano, como profissional. Por isso, o que deveria ser feito é o incentivo ao hábito da leitura.


Ética e Política
A coluna Ética e Política, com o professor Renato Janine Ribeiro, vai ao ar toda quarta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.