Labirintite é uma doença rara

Professor Octávio Pontes Neto afirma que a tontura comumente tratada como labirintite pode não ser

Nesta semana, o professor Octávio Pontes Neto fala sobre o diagnóstico de labirintite para tontura e vertigem. Ele explica que a principal causa para esses sintomas é a Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB), que são pequenas pedras que estão no canal semicircular (no ouvido).

Nestes casos, fazem parte do tratamento manobras de reposicionamento que o médico realiza para que essas pedras voltem para o lugar correto. Ele esclarece que muitos casos diagnosticados como labirintite não estão corretos. Essa doença é rara; trata-se de uma inflamação no labirinto do ouvido interno que normalmente é característica de quadros graves. Ouça acima, na íntegra, o comentário de Octávio Pontes Neto.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.