Agronegócio brasileiro cresce alheio à crise econômica

O avanço tecnológico no campo é um dos motivos para esse sucesso

  • 36
  •  
  •  
  •  
  •  
Arte sobre foto de Marcos Santos / USP Imagens 

.

.
.

A crise econômica dos últimos anos mergulhou o Brasil na pior crise econômica de sua história. O agronegócio, alheio a isso, obteve no último ano a maior safra já registrada.

O agronegócio é responsável por 30% do Produto Interno Bruto  (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no País. Estamos falando de cerca de R$ 6 trilhões.

Mas, um dos principais motivos para esse sucesso, foi o avanço tecnológico, a chamada Revolução 4.0. Os jovens administradores rurais altamente conectados são os responsáveis por esse salto digital.

A tecnologia, que avança por todo o território nacional, foi uma das responsáveis pela diminuição de um personagem conhecido de todos, o boia-fria, graças ao início da mecanização dos campos.

Mas o agronegócio depende do dólar, que estabelece os preços das commodities, afetando a importação de insumos. Com o dólar em alta, o setor tem grandes riscos a enfrentar.

Ouça a série de reportagens feitas pelo jornalismo da Rádio USP.
.

.
.
A força do agronegócio também passa pelas cooperativas

15/06/2018

Se o agronegócio tem a pujança que tem na economia brasileira, muito se deve às cooperativas que atuam no setor. Segundo o último Censo Agropecuário do IBGE, 48% de tudo que é produzido no campo passa, de alguma forma, por uma cooperativa. Elas são responsáveis por quase metade do PIB agrícola.

Existem no Brasil 1,6 mil cooperativas agropecuárias que envolvem 181 mil produtores e empregam 1 milhão de trabalhadores. Embora esses números sejam expressivos, eles podem ser considerados conservadores. Leia mais…


.
Commodities e insumos fazem agronegócio depender do dólar

14/06/2018

O agronegócio brasileiro, todo mundo sabe, é vigoroso. Não foi atingido pela crise econômica dos últimos anos e, ainda, foi forte o suficiente para garantir o superávit na balança comercial brasileira.

Mas o setor é altamente dependente do dólar, moeda que precifica as commodities e que afeta a importação de insumos. Em época de alta excessiva da moeda norte-americana, como a que vivemos agora, os riscos são grandes. Leia mais…

.


.
Tecnologia tira o boia-fria do campo

13/06/2018

O boia-fria, personagem que foi fundamental na agricultura brasileira desde sempre, é, definitivamente, uma figura em extinção, principalmente a partir dos anos 90 do século passado. Com o início da mecanização, a mão-de-obra no campo foi, paulatinamente, sendo substituída pela máquina.

A partir dos anos 2000, a mecanização ganhou automação e mais uma onda avançou na substituição do emprego braçal na agricultura. Para se ter uma ideia, no ano passado, o Brasil colheu safra recorde de grãos,  240 milhões, segundo o IBGE. Leia mais…


 

.
Avanço tecnológico do agronegócio chega à Revolução 4.0

12/06/2018

A inovação tem sido uma das principais alavancas do agronegócio brasileiro, que o transforma no sucesso que é entre os vários setores da economia e ainda o torna referência em todo o mundo.

O campo está cada dia mais digitalizado e sua cobertura pela internet se espalha rapidamente em todo o território nacional. As propriedades rurais, cada vez mais, são administradas por jovens altamente conectados. Leia mais…


.
Agronegócio sustenta protagonismo na economia brasileira

11/06/2018

O PIB, o Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no País, chegou, no ano passado, a R$ 6,6 trilhões. O agronegócio é responsável por cerca de 30% desse volume.

Alheio à crise econômica que nos últimos anos jogou o Brasil na pior recessão de sua história, segundo especialistas, o agronegócio mostra toda sua pujança ao ir na contramão e registrar recorde de safra em 2017, com a colheita de 240 milhões de toneladas de grãos. Leia mais…

Arte: Caio de Benedetto / jornal.usp.br . 

  • 36
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados