“Acinetobacter baumannii” é risco à saúde quando em hospitais

A bactéria é um perigo quando o indivíduo está imunologicamente debilitado e necessita de uma internação hospitalar

Presente na natureza, a bactéria Acinetobacter baumannii, quando utilizada da maneira correta, pode trazer benefícios. É o caso de sua aplicação nas plantações de cana-de-açúcar. Quando infectadas com a bactéria, as lavouras ficam mais produtivas.

Morfologia da superbactéria Acinetobacter baumannii, resistente a várias drogas – Foto: Kateryna Kon/123RF

No entanto, a partir dos anos 90, a Acinetobacter se tornou motivo de preocupação, pois surgiram vários casos de infecção hospitalar causados por ela. Uma porcentagem de pessoas é portadora da bactéria em seu intestino, na sua pele, mas não sabe. A bactéria é um perigo quando o indivíduo está com uma deficiência em sua saúde e necessita de uma internação hospitalar.

Sua transmissão é um risco de contaminação para outros, já que ela é resistente a muitos antibióticos, causando infecções e comprometendo a recuperação de quem já está com a saúde debilitada. A professora Ana Sara Levin, diretora da Divisão de Moléstias Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP, reforça que a higienização adequada dos profissionais de saúde é muito importante na prevenção de sua transmissão.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.