Especial Epidemias

VACINA CONTRA
A DENGUE

Com tecnologia totalmente brasileira, vacina da dengue chega à última fase de testes

Pesquisa com voluntários busca comprovar a eficácia do produto, desenvolvido pelo Instituto Butantan

7.11.2019

Por Fabiana Mariz

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Segundo dados do Ministério da Saúde, entre dezembro de 2018 e agosto de 2019 foram notificados 1,4 milhão de casos de dengue no Brasil ‒ um aumento de 600% em relação ao mesmo período do ano anterior. Apesar das campanhas de prevenção, a doença atinge milhões de brasileiros todos os anos, podendo ser fatal em alguns casos.

A boa notícia é que em breve deve estar disponível uma nova arma no combate à doença. A vacina contra a dengue, produzida pelo Instituto Butantan, já está na última fase de testes. Nesta etapa, diferentes centros de pesquisa clínica no país todo participam da realização de ensaios clínicos, feitos com voluntários para comprovar a segurança e eficácia da vacina.

Como explica Neuza Frazatti Galinna, gerente de projetos de vacinas virais do Instituto Butantan, uma vez comprovada a eficácia, o relatório do estudo é entregue à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que avalia os resultados para que posteriormente seja possível fazer lotes comerciais do produto.

Confira abaixo, nos vídeos da primeira reportagem do Especial Epidemias, os detalhes da produção da vacina da dengue e como têm sido os testes na etapa final.e

1,4

milhão

de casos de dengue no Brasil

entre dezembro de 2018
e agosto de 2019

Número Internacional Normalizado para Publicações Seriadas: International Standard Serial Number

ISSN - 2525-6009

Política de uso

A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.

PARCERIAS:

© 2019 - Universidade de São Paulo