Estudantes vêm de todo
o Brasil para conhecer os
cursos de graduação da USP

Feira USP e as Profissões Interior reuniu 25 mil estudantes de ensino médio
e cursinhos pré-vestibular para mostrar tudo o que a Universidade oferece

31/05/2019

Texto: Rose Talamone
Arte: Moisés Dorado

Eles chegam de todo o Estado de São Paulo, mas também de outras partes do Brasil, especialmente da vizinha Minas Gerais. Em grupos ou individualmente, a distância que muitos percorreram não impede a empolgação com a Feira USP e as Profissões Interior, nem diminui o interesse pelos cursos – às vezes um, muitas vezes vários. Impacientes, reclamam do pouco tempo disponível para conhecer tudo o que a Universidade oferece. Mesmo assim, o objetivo é um só: prestar vestibular e ingressar na USP.

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foram dois dias de evento – 30 e 31 de maio – que reuniu cerca de 25 mil estudantes de ensino médio e cursinhos pré-vestibulares em um shopping de Ribeirão Preto. A experiência da feira revelou que cursos tradicionais como Medicina, Odontologia, Direito e as Engenharias continuam a despertar o interesse de milhares de vestibulandos. Mas novas opções de formação, como a graduação em Ciências Físicas e Moleculares, oferecida pelo Instituto de Física da USP em São Carlos, não passaram despercebidas. João Vitor Araujo da Silva, de Sete Lagoas (MG), viajou nove horas, percorrendo os 560 quilômetros até Ribeirão Preto, só para conhecer a estrutura desse curso e suas opções de intercâmbios.

Tudo o que João Vitor sabia eram informações colhidas pela Internet. “Li muita coisa sobre o curso, inclusive elogios em sites internacionais, mas é melhor conhecer pessoalmente professores e alunos que já cursam.” Entusiasmado faz muitas perguntas para Mariana Ribeiro, aluna do quinto ano do curso. Mariana aproveita para falar da importância da feira, ao lembrar do próprio desafio para ingressar sem saber o que viria pela frente.

João Vitor também conheceu o jovem professor Alessandro Nascimento, que é coordenador do curso. Nascimento conta, com entusiasmo, como os jovens se interessam por essa nova área da ciência. “O curso é relativamente novo, tem pouco mais de dez anos. É ótimo para o curso e para a Universidade receber alunos que já sabem o que querem e que ingressam bem informados sobre o que vão encontrar. Esse não é um curso trivial, envolve conhecimentos de ciências biológicas e exatas, mas é um curso interessante e que só a USP oferece”, destaca.

Bruna de Oliveira, 17 anos, veio de Araxá, também Minas Gerais e distante 260 quilômetros de Ribeirão Preto, em busca de informações sobre o curso de Engenharia da Computação. Veio com a amiga Ana Luiza, que pretende cursar Medicina na USP em Ribeirão Preto. No grupo de Araxá, outros 26 alunos se espalhavam pelos estandes, todos acompanhados pelo professor Renato Barcellos que leva seus alunos há quatro anos para a Feira da USP. “Essa é uma ótima oportunidade para eles conhecerem, além dos cursos, a estrutura e, ainda, terem contato com quem já está cursando e com os professores da instituição”, afirma.

João Vitor Araujo da Silva, de Sete Lagoas (MG), após mais de nove horas de viagem, e o encontro com a graduanda Mariana Ribeiro e com o professor da USP Alessandro Nascimento. Foto: Rose Talamone - USP Imagens

Grupo de estudantes da cidade de Araxá (MG) - Foto: Rose Talamone - USP Imagens

Caroline Zanetti, 17 anos, veio de Franca, São Paulo, para decidir entre Medicina, Enfermagem e Nutrição. Diz que a reputação da USP entre graduandos e no mercado de trabalho chamou sua atenção, assim como o fato de “ter oportunidade de pesquisar durante a graduação”. A amiga Larissa de Lima quer cursar Administração, mas também quer saber mais sobre outras áreas. Sobre isso, Julia Cristina de Oliveira tem certeza: quer humanas.

Ana Paula dos Santos, mestranda da Faculdade de Odontologia da USP em Bauru, recebeu as estudantes Juliana de Assis Chagas e Ana Laura Marcondes Figueiredo. As amigas não conheciam o curso de Fonoaudiologia; acreditavam que se tratava de uma especialização da Medicina. “Por isso, vale a pena viajar e conhecer esse tipo de feira, que nos abre novas possibilidades para o vestibular”, contam as estudantes, que são de Poços de Caldas, Minas Gerais, e vão enfrentar mais 200 quilômetros para retornar para casa.

Caroline Zanetti, Larissa de Lima, e Julia Cristina de Oliveira, de Franca (SP), conhecendo a Enfermagem -Foto: Rose Talamone - USP Imagens

Ana Paula dos Santos, mestranda da FOB-USP, fala da graduação em Fonoaudiologia para as vestibulandas Juliana de Assis Chagas e Ana Laura Marcondes Figueiredo, de Poços de Caldas (MG). Foto: Rose Talamone - USP Imagens

Os secundaristas de Ribeirão Preto também marcaram presença. Um grupo de alunos da Escola Estadual Thomaz Alberto Whately entrou na feira e foi direto para o estande do curso de Educação Física, da Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto, onde se empolgaram com as informações do professor Matheus Machado Gomes.

Ana Julia Borges da Silva e Barbara Vicentini da Silva, de uma das escolas mantidas pelo Sesi em Ribeirão Preto, ainda não se decidiram, mas se disseram impressionadas com a profissão de Terapeuta Ocupacional, curso oferecido pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. “É interessante conhecer outras áreas e ter mais informações do que somente as da Internet, assim, acabamos vendo que temos mais opções e as oportunidades aumentam”, avaliam.

Alunos da Escola Estadual Thomaz Alberto Whately, de Ribeirão Preto, no estande da Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto, com o professor Matheus Machado Gomes. Foto: Rose Talamone - USP Imagens

Ana Julia Borges da Silva e Barbara Vicentini da Silva, do Sesi em Ribeirão Preto, em busca de mais opções para a escolha da carreira. Foto: Rose Talamone - USP Imagens

Leia também:

Feira USP e as Profissões Interior

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Foto: Vladimir Tasca / USP Imagens

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.