Foto: 123RF

USP oferece novo curso de Ciência de Dados a partir do próximo ano

O Bacharelado em Ciência de Dados tem currículo interdisciplinar e integra conhecimentos da computação, da estatística e da matemática; curso será oferecido no campus de São Carlos

25/06/2020

A USP terá um novo curso de graduação a partir do próximo ano: o bacharelado em Ciência de Dados, oferecido no campus de São Carlos, no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), com duração de 4 anos, em período integral. O curso terá 20 vagas e o ingresso será realizado por meio do vestibular da Fuvest e também via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), voltado aos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “O ICMC já oferece diversas oportunidades de graduação nas áreas de computação, matemática e estatística. A proposta do novo curso é inovadora, agrega todas essas áreas, e o Instituto reúne as competências necessárias para formar um bom profissional em ciência de dados”, ressalta a diretora do Instituto, Maria Cristina Ferreira de Oliveira.

Os alunos que concluírem o Bacharelado em Ciência de Dados vão dominar conhecimentos e habilidades em campos como: algoritmos; estruturas de dados e programação; inteligência artificial, aprendizado de máquina e mineração de dados estruturados e não estruturados; modelagem, organização, armazenamento e gerenciamento de dados; modelagens matemáticas e estatísticas; otimização; inferência estatística; visualização científica e de informação. Além disso, os estudantes desenvolverão competências éticas, de comunicação e de pesquisa.

“O novo curso, juntamente com as demais iniciativas do Instituto, coloca o ICMC como um grande polo de ciência de dados no Brasil, atendendo uma enorme demanda do mercado de trabalho e também acadêmica”, explica o professor Thiago Pardo, presidente da Comissão de Graduação do Instituto. Entre as demais ações do Instituto, o professor ressalta as alterações efetuadas na grade curricular do Bacharelado em Estatística que, a partir deste ano, passou a se chamar Bacharelado em Estatística e Ciência de Dados; a formação complementar oferecida aos alunos pela ênfase em ciência de dados dos cursos de graduação do ICMC; a ênfase em ciência de dados proporcionada pelo Mestrado Profissional em Matemática, Estatística e Computação Aplicadas à Indústria (MECAI); o grupo de extensão DATA; o MBA em Ciência de Dados; e a realização regular da Escola Avançada de Big Data Analysis, cuja última edição foi em 2019.

Segundo a diretora do ICMC, a proposta do novo curso é inovadora e o Instituto reúne as competências necessárias para formar um bom profissional -  Foto: Reinaldo Mizutani
Segundo a diretora do ICMC, a proposta do novo curso é inovadora e o Instituto reúne as competências necessárias para formar um bom profissional - Foto: Reinaldo Mizutani
Para o professor Thiago, o novo curso coloca o ICMC como um grande polo de ciência de dados no Brasil, atendendo uma enorme demanda do mercado de trabalho e também acadêmica - Foto: Denise Casatti/ICMC
Para o professor Thiago, o novo curso coloca o ICMC como um grande polo de ciência de dados no Brasil, atendendo uma enorme demanda do mercado de trabalho e também acadêmica - Foto: Denise Casatti/ICMC

Novo curso de bacharelado em Ciência de Dados

O novo curso segue diretrizes internacionais, propondo um currículo interdisciplinar e integrando conhecimentos provenientes da computação, da estatística e da matemática

o curso será oferecido no campus da USP de

São Carlos

4 anos

é a duração do curso de graduação

Integral

o curso terá aulas pela manhã e tarde

20 vagas

ocupadas através do vestibular da Fuvest e Sisu

Conhecimentos e habilidades desenvolvidas

icone_algoritmo

algoritmos

icone_back-end

estruturas de dados e programação

icone_inteligencia-artificial

inteligência artificial, aprendizado de máquina e mineração de dados

icone_estatistica

modelagens matemáticas e estatísticas

icone_otimizacao

otimização​

icone_filtro

modelagem, organização, armazenamento, gerenciamento de dados

icone_inferencia

inferência estatística

icone_enredo

visualização científica e de informação

FORMAS DE INGRESSO

Vestibular 2021

A novidade foi anunciada nesta terça, 23 de junho, durante a sessão virtual do Conselho Universitário da USP, que aprovou a tabela de vagas dos cursos de graduação da USP para o vestibular de 2021. No próximo ano, serão oferecidas 11.147 vagas, das quais 8.242 destinadas para seleção pelo vestibular da Fuvest e 2.905 vagas pelo Sisu.

De acordo com a resolução que estabelece as formas de ingresso na Universidade (nº 7.373/2017), para 2021, 50% das vagas de cada curso de graduação e turno estão reservadas para candidatos egressos de escolas públicas (EP). Nesse percentual incide reserva de vagas para candidatos pretos, pardos e indígenas (PPI) equivalente à proporção desses grupos no Estado de São Paulo, que, segundo o último censo da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 37,5%. Essa reserva considera, conjuntamente, os dois processos de seleção da USP: o vestibular da Fuvest e o Sisu.

Do total de 8.242 vagas oferecidas pela Fuvest este ano, 4.945 serão reservadas para candidatos na modalidade ampla concorrência; 2.144 vagas para candidatos EP; e 1.153 para EP/PPI. Já para a seleção do Sisu, estão sendo destinadas 2.905 vagas: 616 serão para ampla concorrência; 1.262 para estudantes EP e 1.027 para estudantes EP/PPI.

Durante a reunião, o pró-reitor de Graduação, Edmund Chada Baracat, explicou que o calendário da Fuvest está mantido e que a USP está aguardando a definição da data do Enem para realizar as flexibilizações possíveis. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão federal responsável pela prova, está fazendo uma enquete junto aos estudantes inscritos no Enem para a escolha do período de aplicação do exame – dezembro, janeiro ou maio.
.

Texto – Denise Casatti (Assessoria de Comunicação do ICMC/USP)