USP contribui para avanço de status do Brasil na ISO

País se tornou membro de comitê da ISO em cidades sustentáveis devido à colaboração da Escola Politécnica

Por - Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=185326
  • 136
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação Poli

ISO é a sigla em inglês da Organização Internacional para Padronização, uma entidade de padronização e normatização com o objetivo de facilitar o comércio e promover boas práticas de gestão e o avanço tecnológico. Recentemente, com a participação da USP, o Brasil ampliou seu papel nesse órgão em relação ao tema da sustentabilidade nas cidades.

Alex Abiko, professor da Escola Politécnica (Poli) da USP, coordena uma comissão de estudos especiais da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que se dedica ao tema desenvolvimento sustentável em cidades e comunidades, a CEE268. Essa comissão foi responsável pela mudança, em junho, do status da ABNT de observador para participante junto ao ISO, que congrega órgãos de padronização, como a ABNT, em diversos países.

Abiko explica que isso tem um importante significado, pois o Brasil se torna um membro formalmente participante da Technical Committee 268 da ISO Sustainable Cities and Communities. “O novo status, de membro participante, significa uma maior responsabilidade na discussão dos conteúdos das normas técnicas junto à ISO, contribuindo para o seu aperfeiçoamento e a sua adequação para os diversos contextos em que elas são empregadas”, detalha.

O professor da Poli explica que a comissão brasileira é um espelho da internacional e dela participam diversos técnicos e pesquisadores da USP e de instituições que se preocupam com o tema da sustentabilidade urbana: Sabesp, Ministério das Cidades, Metrô de SP, PUC-RJ, Prefeitura de Belo Horizonte, Caixa, CBIC, Secovi, CBCS, Infraero, entre outros. A comissão é secretariada por uma doutoranda da Poli, a engenheira Iara Negreiros.

Como membro participante, a comissão brasileira passa a integrar os debates sobre o tema, mas, anteriormente, já era a responsável pela tradução das normas técnicas internacionais da ISO para o português, em Normas da ABNT. Já foram publicadas três normas técnicas na ABNT: NBR ISO 37120: Desenvolvimento sustentável de comunidades: Indicadores para serviços urbanos e qualidade de vida; NBR ISO 37101: Sistema de gestão para desenvolvimento sustentável – Requisitos com orientação para uso, NBR ISO 37100: Cidades e comunidades sustentáveis – Vocabulário.

Algumas das próximas normas técnicas a serem discutidas são: Smart community infrastructures – Maturity model for assessment and improvement; Guide to establishing strategies for smart cities and communities; Sustainable cities and communities – Guidance for practical implementation in cities; Sustainable cities and communities – Descriptive framework for cities and communities; Sustainable cities and communities – Indicators for Smart Cities; Sustainable cities and communities – Indicators for Resilient Cities.

Da Assessoria de Imprensa da Poli

  • 136
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados