USP cede terrenos para programas de saúde e educação da Prefeitura de SP

Os dois terrenos cedidos para a Prefeitura têm cerca de 10 mil metros quadrados

Por - Editorias: Universidade
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A USP e a Prefeitura de São Paulo assinaram na quarta-feira, dia 1º de junho, dois documentos que permitem a cessão de duas áreas de terrenos da Universidade para o município: um destinado para uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e outro para educação, com a implantação de um Centro de Educação Infantil (CEI).

Reitor Marco Antonio Zago assina os documentos, à direita, Fernando Haddad - Foto Ernani Coimbra/ Assessoria de Imprensa da USP
Reitor assina os documentos, à direita, Fernando Haddad – Foto Ernani Coimbra

Os terrenos situam-se entre as ruas Pires Brandão, Cipotânea e Baltazar Rabelo e a avenida São Remo, contíguos à Cidade Universitária, na região do Butantã.

No caso do equipamento da saúde, a assinatura formaliza o uso, pois, no local, já está funcionando, desde outubro de 2015, a UBS São Remo, instalada em um terreno de 7,9 mil metros quadrados. A UBS beneficia os cerca de 15 mil moradores da comunidade. Mensalmente, os números de atendimentos giram em torno de 1.248 consultas com médicos, 468 consultas com enfermeiros e 3.600 visitas domiciliares.

A unidade oferece atendimento de clínica geral, ginecologia, pediatria, psicologia e odontologia. São 11 consultórios e salas para atividades em grupo e reuniões, vacina, acolhimento, serviço social, medicação, inalação, eletrocardiograma e curativo. O equipamento funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

Em relação ao CEI, a Prefeitura ficará responsável pela execução das obras e construção do edifício. A previsão é de que a construção comece no segundo semestre de 2016. Quando pronto, o centro terá capacidade para atender até 205 crianças.

Melhorias

A conservação dos espaços, bem como todas as manutenções e despesas mensais de funcionamento e todo investimento com a instalação dos equipamentos, ficarão a cargo da Prefeitura.

Os dois terrenos têm, ao todo, cerca de 10 mil metros quadrados. As cessões são gratuitas e o prazo de vigência é de dez anos, podendo ser renovado por iguais períodos.

Durante a cerimônia de assinatura, o prefeito Fernando Haddad agradeceu ao reitor Marco Antonio Zago a iniciativa de cessão dos terrenos da USP para a Prefeitura instalar os equipamentos de saúde e educação, além de destacar a importância deste ato para a comunidade. “A USP quer atender melhor a Comunidade São Remo, que é uma região de vulnerabilidade social. Com a instalação desses equipamentos públicos podemos melhorar a qualidade de vida dos moradores”, disse o prefeito.

O reitor ressaltou o envolvimento da Universidade com a comunidade de seu entorno. “A grande vantagem da USP neste acordo é atender e participar da melhoria da sua vizinhança. A parceria com a Prefeitura nos traz a confiança de que nós estamos fazendo um ato que é socialmente útil, ao invés de deixar a área sem uso”, afirmou o dirigente da USP.

Na reunião, Zago adiantou que a Universidade está discutindo com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) e a Secretaria Estadual da Habitação possibilidades de urbanização da Comunidade São Remo e Carmine Lourenço.

Da Assessoria de Imprensa da USP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados