TV USP Bauru ganha prêmio de Melhor Programa em festival nacional

Programa “3×4” venceu a categoria na 12ª edição do FestAruanda

Por - Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=136205
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Equipe da TV USP Bauru: Guilherme Bacciotti, Paula Marques, José Henrique Rubo (entrevistado), Vitor Oshiro e Nico Stolzel – Foto: Denise Guimarães/FOB

Um programa de televisão que já tem quatro temporadas e visa a mostrar para a sociedade o que a USP produz em seu tripé ensino-pesquisa-extensão. Esse é o objetivo do 3×4, produto idealizado e produzido pela TV USP Bauru e que foi ganhador do prêmio de Melhor Programa de TV no 12º Festival Aruanda do Audiovisual Brasileiro (FestAruanda), evento nacional que recebe trabalhos de todo o Brasil.

O festival é realizado anualmente em João Pessoa, na Paraíba, e o anúncio dos ganhadores ocorreu no dia 6 de novembro. Esta edição contou com a participação da cantora Elba Ramalho, o ator Paulo César Pereio e o diretor e cineasta Ruy Guerra.

Órgão de comunicação da Prefeitura do Campus da USP de Bauru, a TV USP exibiu, no programa 3×4 que levou o prêmio, reportagens sobre dois projetos importantes desenvolvidos na Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP.

O primeiro é uma pesquisa que visa a diagnosticar o zika vírus – responsável por inúmeros casos de microcefalia – por meio de um teste simples de saliva. Já o outro é o projeto do Teste da Linguinha, pesquisa oriunda da faculdade, que gerou um protocolo aplicado, hoje, em todas as maternidades do País.

Para a sociedade

“Ficamos extremamente felizes por fechar 2017 com esta conquista. Já é nosso sexto prêmio, mas, particularmente nesta edição, a alegria é ainda maior pelos temas que tratamos. São pesquisas e projetos que estão sendo executados aqui, na USP de Bauru, em prol da sociedade. Então, ficamos muito contentes em poder mostrar isso e, agora, ter esse reconhecimento com o prêmio”, comemora o jornalista da TV USP Bauru, Vitor Oshiro.

Produtora da TV, Paula Marques complementa que o prêmio do FestAruanda é a prova de que os objetivos têm sido cumpridos. “É um desafio grande fazer divulgação científica. Nossa meta sempre foi mostrar a ciência de um modo mais simples. E, acima de tudo, mostrar como as pesquisas, mesmo da ciência básica, buscam melhorar a vida da população lá na frente. Não há muitos festivais audiovisuais para TV Universitária no País e o FestAruanda tem um peso enorme na área. Assim, esse prêmio indica que estamos no caminho certo”, ressalta.

A equipe da TV USP Bauru é formada por Vitor Oshiro, Paula Marques, o cinegrafista Nico Stolzel e o editor Guilherme Bacciotti. A coordenação da TV fica a cargo do vice-prefeito do campus, o professor José Henrique Rubo.

“Ficamos muito felizes em participar de mais este prêmio. Por isso, queria parabenizar a equipe da TV, que é quem está por trás disso e se esforça para manter essa qualidade”, frisa Rubo. “Mais do que o prêmio, é muito importante esta forma de a universidade fazer contato com a sociedade, mostrar o que é feito aqui. Fazer com que as pessoas conheçam as razões que nos levam a trabalhar e a continuar trabalhando para devolver à sociedade o que ela nos oferece em seus impostos e contribuição, em prol do bem comum”, conclui o coordenador da TV.

Além do programa vencedor, a TV USP Bauru ainda teve outros três produtos finalistas nesta edição do FestAruanda: um especial dos 50 anos do Centrinho como Melhor Interprograma e dois trabalhos concorreram na categoria Melhor Reportagem.

Sexto prêmio

Além deste prêmio de 2017, a TV USP Bauru já está com o nome marcado na história do FestAruanda. Este é o sexto prêmio desde 2011. Nas edições anteriores, o núcleo de produção bauruense ficou em primeiro lugar nas categorias de Melhor Programa (também com o 3×4), Melhor Reportagem e Melhor Interprograma (três vezes).

A TV USP Bauru é exibida na programação da TV Câmara, pelo canal 10 na NET ou 60.3 UHF Digital. Para saber mais sobre a TV USP Bauru e conferir os produtos selecionados para o festival e muitos outros, acesse o site, página no Facebook e o Canal no YouTube.

Da Assessoria de Comunicação do Campus USP Bauru, com informações de Vitor Oshiro

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados