Tecnologia 5G e os impactos sociais, econômicos e políticos na sociedade

Discussões sobre o uso desse novo recurso na indústria brasileira podem representar um avanço importante para o crescimento econômico do País, afirma Moacyr Martucci Junior

Foto: Mika Baumeister – Unsplash

O Jornal da USP no Ar recebeu hoje (15) Moacyr Martucci Junior, professor titular do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais da Escola Politécnica (Poli) da USP e vice-diretor do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP, para falar sobre o ciclo A Implantação de 5G no Brasil, evento organizado pela Poli em conjunto com o IRI e o Instituto de Estudos Avançados (IEA), com o objetivo de oferecer à sociedade brasileira subsídios para a implementação dessa nova tecnologia. 

Ele explica que as três unidades da USP decidiram criar esse fórum para pensar o 5G nos aspectos sociais, econômicos e políticos que a implantação dessa tecnologia pode trazer. “Impacta a sociedade, pois vai permitir a coleta e o recebimento de dados, de forma a melhorar a qualidade de vida das pessoas, com os dados sendo coletados com mais facilidade – o que pode também ser usado para malefícios, por isso temos de preparar a sociedade”, explica Martucci. Segundo ele, é uma tecnologia que permite conectividade aos projetos da chamada Indústria 4.0 a um custo mais baixo.

A primeira mesa de debate discutiu o porquê da implantação do 5G no Brasil. A segunda, que acontece amanhã (16), às 11h, discutirá os aspectos econômicos dessa operação. “O que mais vemos são discussões sobre as barreiras tecnológicas, mas poucas políticas públicas.” As previsões indicam um crescimento de US$ 8 trilhões no PIB mundial com a atualização dessa tecnologia. “Vamos discutir sobre, por exemplo, como usar esse recurso para o crescimento do PIB brasileiro? Qual vai ser o comportamento da indústria brasileira e como se beneficiará? A indústria do País precisa desse passo adiante, essa quarta revolução industrial pode representar um avanço importante no Brasil”, aponta o professor. 

Um ponto importante do 5G é a proteção cibernética, a qual, segundo Martucci, já vem sendo trabalhada. “Com o aumento da conectividade, o número de aplicações aumenta e a possibilidade de ataques cibernéticos também. A proteção das redes privadas é fundamental, por isso a necessidade de modelos regulatórios específicos, os quais já vêm sendo estudados pela Agência Nacional de Comunicações (Anatel).”

Para participar do webinar Aspectos Econômicos da Implantação de 5G no Brasil é necessária inscrição prévia


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.