Sua refeição é saudável? Pesquisa da USP precisa de fotos do seu prato para avaliar

Projeto ClicPrato vai avaliar a qualidade da refeição dos brasileiros a partir de fotos de pratos feitas pelo celular, unindo nutrição e Inteligência Artificial

Pesquisa vai analisar fotos de refeições e avaliar sua qualidade – Arte sobre fotos/Pixabay CC

.
Com auxílio da Inteligência Artificial, um estudo da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP em conjunto com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) vai utilizar fotos de pratos de comida feitas com celular para avaliar a qualidade da refeição dos brasileiros e contribuir para a melhoria da alimentação e da saúde da população. Por isso, o projeto chamado ClicPrato precisa de voluntários de todo o País para enviar fotos de suas refeições e poder criar um banco de dados dos pratos (veja abaixo como participar).

Os pesquisadores vão combinar os conhecimentos de nutrição e os de Inteligência Artificial, na área de aprendizado de máquina (machine learning) e de desenvolvimento de ferramentas e aplicativos, com auxílio dos pesquisadores da Escola Politécnica (Poli) da USP. “Desenvolvemos um índice para verificar a qualidade nutricional da refeição pela sua imagem. Ao obtermos as fotos dos pratos, nesta fase do projeto iremos qualificar esta refeição e este conjunto de fotos com informações de qualidade nutricional. Isso irá contribuir para o aprendizado da máquina que, em fase posterior, possibilitará a qualificação da refeição por meio de sua foto enviada por um aplicativo”, explica a professora Dirce Maria Lobo Marchioni, do Departamento de Nutrição da FSP e coordenadora do projeto.

Dirce Marchioni (à esquerda), Josiane Steluti e Jun Okamoto, coordenadores da pesquisa – Foto: Divulgação/FSP USP

Em resumo, as fotos dos participantes serão recebidas e classificadas de acordo com o índice que foi desenvolvido para avaliar a qualidade da refeição a partir do registro fotográfico do celular. Esse índice considera a presença ou ausência de alguns alimentos ou grupos de alimentos, também leva em conta algumas técnicas de preparo, além da proporção dos alimentos, entre outros parâmetros. “As fotos ‘classificadas’ pelo índice serão utilizadas para o treinamento de uma máquina (machine learning), o que permitirá, em uma fase final do projeto, que elas sejam avaliadas por um aplicativo em relação à sua qualidade nutricional”, afirma o professor Jun Okamato, da Poli.

“Não é de hoje que sabemos que a alimentação influencia a saúde e ocorrência de doenças na população. No entanto, é um desafio diário saber se o que comemos está adequado e saudável. Esperamos que o conhecimento adquirido nessa pesquisa a partir da inter-relação nutrição, engenharia e inteligência artificial seja utilizado para a construção de instrumentos, como aplicativos, que ajudem nas ações de promoção da alimentação adequada e saudável”, destaca Josiane Steluti, pesquisadora e professora afiliada da Unifesp.

A pesquisa precisa da participação de pessoas de todas as regiões do País para enviar fotos do prato que fizeram para consumir durante o almoço ou jantar. Para isso, basta fotografar o prato inteiro antes de comer, incluindo as bordas, e não colocar na foto bebidas e sobremesas. Depois, acessar o link da pesquisa e fazer o envio das imagens. É possível enviar mais de uma foto por dia, de cada refeição realizada, durante vários dias.

Os participantes que enviarem as imagens devem ser maiores de 18 anos e residentes no Brasil. Todo o processo é anônimo e não há exposição dos dados enviados.

O projeto é coordenado pelos pesquisadores Dirce Maria Lobo Marchioni, do Departamento de Nutrição da FSP-USP, Jun Okamato Júnior, da Escola Politécnica (Poli) da USP, Josiane Steluti e Semíramis Martins Álvares Domene, do Instituto de Saúde e Sociedade da Unifesp.

É possível acompanhar o projeto pelas redes sociais Facebook e Instagram.

..

Como participar do projeto ClicPrato


.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.