Série de vídeos mostra a luta contra a tuberculose em São Paulo

Pesquisadora da USP cria canal no YouTube para divulgar seu estudo sobre a história da luta contra a tuberculose nas cidades de Campos do Jordão e São José dos Campos

 28/05/2021 - Publicado há 8 meses
Por
Vila Abernéssia, Campos do Jordão em 1930, que recebia pacientes de tuberculose – Foto: Reprodução do livro Campos do Jordão, a Joia da Mantiqueira, de Pedro Paulo Filho

.
A tuberculose está entre as dez doenças mais mortais do mundo: são 10 milhões de casos por ano, com mais de 1 milhão de óbitos. O tratamento da doença é oferecido gratuitamente pelo SUS, mas, ainda assim, os números de casos ainda são altos no Brasil. Em 2020, o País registrou uma média 200 novos casos de tuberculose a cada dia, com focos principalmente nos Estados do Amazonas e do Rio de Janeiro. 

Foi pensando em analisar o contexto histórico da doença e suas implicações no meio social durante os séculos 19 e 20 que Ana Enedi Prince, doutora em História pela USP e pesquisadora da Universidade do Vale do Paraíba (Univap), criou o canal Tuberculose e História no YouTube. 

+ Mais

Campos do Jordão: epidemia de tuberculose deu origem à cidade sanatório que hoje é destino turístico

A série, que tem vídeos novos postados toda quarta-feira, contará com seis episódios ao todo. Os temas publicados até agora abordam a luta contra a tuberculose no Estado de São Paulo e a atuação na cidade de Campos do Jordão. Os próximos continuarão seguindo as mesmas temáticas, discorrendo também sobre a cidade de São José dos Campos.

O interesse da historiadora pelo assunto veio a partir de uma apurada pesquisa que precisou fazer para defender sua tese de doutorado, intitulada “A Estruturação de São José dos Campos como Estância Hidromineral e Climática (1935-1950). Continuou a pesquisa sobre tuberculose para elaborar seu relatório de pós-doutorado, no ano de 2016. Ana criou o canal com o intuito de englobar e difundir os resultados de sua pesquisa.

Os vídeos podem ser conferidos no canal Tuberculose e História do YouTube, neste link.
.

Imagem: Reprodução/YouTube

.

Clique nos links para ver os vídeos já publicados:

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.