Saiba como ficam os preparativos para a Fuvest 2021

A professora Belmira de Barros Oliveira Bueno, diretora-executiva da Fuvest, tira dúvidas sobre a realização do próximo vestibular da USP

jorusp

A pandemia de coronavírus trouxe consequências para todo o sistema educacional, incluindo o processo de ingresso em universidades. Com isso, os preparativos para o vestibular da USP também tiveram que ser adaptados. Em entrevista ao Jornal da USP no Ar, a professora Belmira de Barros Oliveira Bueno, titular da Faculdade de Educação (FE) da USP e diretora-executiva da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), tira dúvidas sobre o planejamento da Fuvest 2021.

A prorrogação das datas foi uma decisão tomada após muita ponderação. “Não podíamos tomar alguma decisão precipitada, uma vez que devemos manter as duas formas de ingresso na USP: pela Fuvest e pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Para o ingresso pelo SiSU é fundamental o exame do Enem, que por sua vez demorou muito para alterar e definir as datas de prorrogação das provas. Quando as novas datas finalmente foram definidas para janeiro, nós acabamos por assegurar um acordo de datas com as universidades estaduais paulistas, Unesp e Unicamp”, explica a diretora. A partir da definição das novas datas do vestibular, cuja primeira fase deve ocorrer em 10 de janeiro do ano que vem, o restante do calendário também foi adaptado e prorrogado, pensando na melhor forma de atender às necessidades dos candidatos.

+ Mais

Fuvest divulga novas datas do Vestibular 2021 e amplia prazo para pedido de isenção da taxa

Assim como no ano passado, os modelos de prova serão os mesmos, divididos em duas fases. A professora lembra que, na edição de 2021, também haverá aplicação do sistema de cotas: “São 11.147 vagas no total, divididas entre 8.242 no vestibular e 2.905 para o SiSU. E vale lembrar que neste ano as cotas para a escola pública serão de 50%, e, dentro de escola pública, também serão considerados os públicos dos PPIs, os pretos, pardos e indígenas”.

Algumas das novidades da Fuvest 2021 são relacionadas à crise sanitária atual e à aplicação de medidas de segurança durante a realização do exame. “Já estamos nos preparando para reservar um número bem maior de locais onde as provas serão realizadas, de tal sorte que possamos distribuir os alunos em salas com um número menor de candidatos, e com isso garantir o distanciamento social. Outra medida que temos pensado também é estimular os candidatos a fazerem uso de máscaras durante a prova, que só deverão ser retiradas no momento do reconhecimento facial. Além disso, serão disponibilizados sabonete líquido nos banheiros e álcool gel aos candidatos e a todos os profissionais que vão atuar na aplicação das provas”, esclarece Belmira.

As inscrições para o vestibular foram prorrogadas e ocorrerão do dia 31 de agosto ao dia 23 de outubro. Pedidos de redução ou isenção de taxas podem ser realizados até 24 de julho. O Manual do Candidato, contendo todas as informações oficiais da programação da próxima Fuvest, será divulgado no dia 24 de agosto e a primeira fase está prevista para o dia 10 de janeiro de 2021.

Vale ressaltar que as medidas comentadas pela professora poderão sofrer alterações, dependendo da evolução da pandemia de covid-19 e de possíveis novas determinações do governo de São Paulo. Portanto, ela recomenda que os estudantes continuem focando em seus estudos e se mantenham atualizados.

Saiba mais ouvindo a entrevista na íntegra.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP, Faculdade de Medicina e Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.