Quais foram os impactos da pandemia na audição e comunicação? USP vai avaliar

Faculdade de Odontologia e Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, em Bauru, buscam voluntários adultos com alteração auditiva e pais de crianças até 6 anos

 Publicado: 14/01/2022
Atendimento de paciente usuário de aparelho auditivo na Divisão de Saúde Auditiva do HRAC-USP. Foto: Tiago Rodella/HRAC

 

Pesquisadores da USP em Bauru realizam estudos para avaliar os impactos da pandemia de covid-19 em dois cenários: um entre crianças pré-escolares e outro entre adultos que tiveram alterações auditivas ou do equilíbrio após contrair a doença. 

A primeira pesquisa, realizada no curso de graduação em Fonoaudiologia, convida pais de crianças de 1 a 6 anos e 11 meses de idade a participarem de um estudo sobre o tema: Potenciais impactos da pandemia da covid-19 na comunicação social e habilidades pragmáticas de crianças pré-escolares.

Na segunda, o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC) procura por adultos maiores de 18 anos que tiveram covid-19 e apresentaram qualquer tipo de alteração auditiva ou do equilíbrio, como tontura e vertigem. 

Nesta fase, ambas as pesquisas necessitam da participação de voluntários. Veja como colaborar:

Alteração auditiva por covid-19

Segundo Juliana Nogueira Chaves, fonoaudióloga da Divisão de Saúde Auditiva do HRAC-USP e uma das pesquisadoras envolvidas, os efeitos auditivos e do equilíbrio desencadeados pela covid-19 podem interferir na qualidade de vida do indivíduo de maneira impactante, por isso a importância do entendimento das possíveis consequências da doença, considerando a forma de tratamento, o tempo de internação e a gravidade dos sintomas.

Para participar da pesquisa é necessário ter no mínimo 18 anos; ter a comprovação da ocorrência da covid-19, por meio de teste laboratorial, e ter apresentado qualquer tipo de alteração auditiva ou do equilíbrio, como tontura e vertigem. Para a pesquisa, serão realizados exames auditivos com o voluntário.

Os interessados em participar ou aqueles que desejarem mais informações sobre a pesquisa devem entrar em contato pelo telefone com as fonoaudiólogas e pesquisadoras Gláucia Gonçalves Raineri (14 3226-6403) ou Jerusa Roberta Massola de Oliveira (14 3226-6447).

Aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos (CEP) do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP, o estudo é intitulado Achados audiológicos e otoneurológicos em indivíduos acometidos por sars-cov-2 e tem orientação da professora Andréa Cintra Lopes, do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP).

Crianças e a covid-19

+ Mais

Pesquisa busca voluntários para avaliar impacto da pandemia na comunicação de crianças

O isolamento social afetou o desenvolvimento das crianças? Essa pesquisa tem por objetivo investigar a influência da pandemia nas habilidades pragmáticas e comunicação social de crianças pré-escolares sob a perspectiva dos pais. O estudo pretende identificar se o isolamento trouxe influência negativa no desenvolvimento da linguagem da criança, na sua capacidade de ajustar sua comunicação às situações e aos outros com quem conversa e de expressar suas necessidades, emoções e informações.

Os interessados em colaborar devem preencher um rápido questionário, com duração de apenas 8 minutos, que se encontra disponível no link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdEk7H8Uncg5Rztga3ODFjOVFIuFwcuXmjQw8uQVz3e07gsgw/viewform

Os pais terão o benefício de receber o resultado do estudo pelo e-mail que registraram ao responderem o formulário on-line, além de um conjunto de recomendações sobre o desenvolvimento e a aquisição de linguagem infantil.

Com informações da Assessoria de Imprensa HRAC-USP

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.