Projetos sociais de alunos de São Carlos são destaque em campeonato

A equipe dos estudantes ficou em quinto lugar dentre 36 times no Campeonato Nacional Enactus do Brasil

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Foto:
O time Enactus CAASO-USP conta com a presença de 39 alunos e participa de competições representando a Universidade – Foto: Arquivo Pessoal

Em 2013, alunos de Engenharia de Produção da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP perceberam que tinham a necessidade de contribuir com a população da cidade de alguma forma e decidiram criar um projeto de extensão dentro da Universidade. E assim surgiu o time Enactus CAASO-USP, que atualmente conta com a presença de 39 alunos e participa de competições representando a Universidade.

O programa Enactus reúne equipes formadas por universitários de 36 países que criam projetos sociais e ambientais, com o apoio de líderes de negócios e conselheiros. São trabalhos com começo, meio e fim que precisam ser autossustentáveis, para que a comunidade atendida possa mantê-los após a saída do time.

Os projetos feitos pelos alunos concorrem entre si na Competição Enactus Brasil e o vencedor é classificado para o campeonato principal, o Enactus World Cup. Na etapa brasileira da edição deste ano, ocorrida nos dias 7 e 8 de julho, o time Enactus CAASO-USP conquistou a quinta colocação entre 36 concorrentes pelo desenvolvimento de duas ações promovidas na cidade de São Carlos: GerAÇÃO Helena e MadreChef.

Projetos

O GerAÇÃO Helena tem como uma das frentes de trabalho a Rede Agroecológica do Santa Helena, que faz a ligação direta entre produtores e consumidores, conciliando produção e economia com saúde humana e ambiental e valorizando a agricultura familiar. Essa rede gera maior renda para os assentados, fornecendo produtos orgânicos aos consumidores, com preço mais baixo, maior diversidade de culturas agrícolas e maior nível de informação sobre a fonte desses alimentos.

Membros do projeto em atividade no assentamento - Foto: Arquivo Pessoal
Membros do projeto em atividade no assentamento – Foto: Arquivo Pessoal

Nessa atividade, é eliminada a presença de um intermediário (hortifruti, mercado, feira etc.) e o preço final do produto orgânico fica menor. São feitas cestas compostas de seis a oito itens que são entregues uma vez por semana para os consumidores.

Além do GerAção Helena, o time também realiza um projeto de venda de bolos por mulheres do Jardim Gonzaga, bairro periférico de São Carlos, o MadreChef.

Além da quinta colocação no Campeonato Nacional Enactus do Brasil, o time de São Carlos também já teve seus trabalhos reconhecidos pelo prêmio da KPMG de Ética e Integridade e pelo da Walmart de Empoderamento Feminino.

“Somos um time novo, com apenas três anos de existência, e para nós essas conquistas foram muito importantes para impulsionar ainda mais nossa motivação e garantir novos frutos para as pessoas com quem trabalhamos”, diz Bruna Merola, aluna de Engenharia de Materiais e Manufatura e atual coordenadora geral do time.

Para entrar no time, é preciso participar de um processo seletivo realizado no começo do ano, em que os candidatos precisam passar por duas etapas: a dinâmica e entrevista. “Após as duas fases, selecionamos aqueles que se encaixam melhor no time. Tentamos sempre inovar ao longo dos anos nas dinâmicas feitas, bem como nas perguntas da entrevista. Além disso, não estipulamos um número exato de ingressantes”, completa Bruna.

Mais informações: Facebook https://www.facebook.com/EnactusCAASOUSP/

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados