Projeto da USP em Piracicaba vai informar como interagir com fauna silvestre local

Objetivo é divulgar impactos da interação com animais silvestres que circulam nos espaços urbanos e rurais da região; lançamento terá transmissão pela internet no dia 23 de junho

Projeto quer informar sobre coexistência humano-fauna – Foto: Flickr/CC

.
Interações entre humanos e fauna silvestre têm sido cada vez mais frequentes, resultando em impactos, negativos e positivos, a ambos os envolvidos na interação. Entender como fazer o manejo adequado dessa fauna e gerar informações sobre as espécies e seu habitat é o objetivo do Projeto Vizinhos Silvestres, iniciativa da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP que tem como foco a interação humano-fauna em espaços urbanos, periurbanos e rurais.

O projeto será apresentado no próximo dia 23 de junho, às 10 horas, com transmissão ao vivo pelo YouTube, neste link, como parte da programação das Semanas Integradas de Meio Ambiente de Piracicaba (Simapira). Com o tema Vizinhos Silvestres e Coexistência Humano-Fauna, a apresentação será realizada pelos coordenadores do projeto, a professora Katia Ferraz, do Departamento de Ciências Florestais, e o biólogo Silvio Marchini, pesquisador do Laboratório de Ecologia, Manejo e Conservação de Fauna Silvestre (LEMaC), ambos da Esalq.

Projeto transdisciplinar e de extensão universitária, com participação de alunos, pesquisadores e gestores públicos, prevê ações de reconhecimento de espaços de interação humano-fauna, mapeamento das interações, além de entender percepções humanas sobre a fauna e buscar definir ações de mitigação de impactos desta interação como caminhos para uma coexistência humano-fauna que minimize os riscos e maximize as oportunidades.

O município de Piracicaba foi escolhido para ser o primeiro município alvo do projeto, que tem início previsto em julho. O objetivo é divulgar à sociedade em geral e especificamente entre aqueles que frequentam o campus Luiz de Queiroz informações sobre as melhores práticas de interação com a fauna silvestre local, por exemplo, lidando com animais que estão mais próximos de nós do que geralmente pensamos, entre eles o morcego, gambá, ouriço, quati, jiboia e até a onça-parda. Outro exemplo é informar os produtores rurais sobre como evitar que seus animais domésticos sejam predados por onças.

O Projeto Vizinhos Silvestres é uma iniciativa do LEMaC em parceria com o Grupo de Estudos de Animais Selvagens (GEAS) e faz parte do Plano Diretor Socioambiental do campus Luiz de Queiroz, promovido pela Prefeitura do Campus Luiz de Queiroz, Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), Zoológico Municipal de Piracicaba e Departamento de Fauna (DeFau) da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SIMA). As ações do projeto podem ser acompanhadas pelo Facebook: www.facebook.com/VizinhosSilvestres

Confira a transmissão da palestra palestra Vizinhos Silvestres e Coexistência Humano-Fauna no link: http://bit.ly/vizinhossilvestres

.

Com informações de Caio Albuquerque, da Divisão de Comunicação da Esalq

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.