Professor da USP é nomeado membro de academia científica do Vaticano

Dalton Ramos é docente da Faculdade de Odontologia e terá mandato de cinco anos na Pontifícia Academia Pro Vita

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Bioética, odontologia legal e ética profissional odontológica são alguns dos principais temas de pesquisa do professor Dalton Ramos – Foto: Divulgação

O professor Dalton Luiz de Paula Ramos, da Faculdade de Odontologia (FO) da USP, foi anunciado no final de julho como membro correspondente da Pontifícia Academia Pro Vita do Vaticano, com mandato de cinco anos.

Em outubro 2016, o Papa Francisco reformulou os Estatutos da organização, encerrando os mandatos de todos os seus integrantes. Assim sendo, uma nova composição foi anunciada em 2017, na qual o nome do docente foi incluído como Academician.

Segundo os novos regimentos da Academia, a instituição tem a responsabilidade de promover a defesa da vida humana, sobretudo por meio da ciência. Desse modo, ela deve estudar os vários aspectos relacionados aos cuidados da dignidade dos indivíduos nas diferentes situações em que eles se encontram.

Para incentivar e difundir esse ideal, a Academia manterá contatos estreitos com instituições acadêmicas, lideranças religiosas, sociedades científicas e centros de pesquisa que trabalham com as várias questões relacionadas com o tema, informando-os sobre os resultados dos trabalhos realizados. Cabe a ela, portanto, conduzir estudos, numa perspectiva interdisciplinar, sobre os problemas correlatos à promoção e defesa da vida humana.

“Espero contar com a ajuda dos amigos, e da Providência Divina, para que eu possa, apesar de meus limites, fazer jus a este serviço”, afirma Ramos.

Com informações da Assessoria de Imprensa da FO

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados