Portal de psicologia escolar reúne materiais sobre educação na pandemia

Iniciativa do Instituto de Psicologia da USP tem como objetivo compreender as queixas escolares relacionadas ao ensino remoto, ao confinamento e às atividades escolares com distanciamento social

Foto: Freepik

.

A área de psicologia escolar, que lida com o atendimento psicológico de quem passa por dificuldades nas instituições de ensino, passou a ter novos desafios com a pandemia e a necessidade do ensino remoto para manter o distanciamento social.

Um grupo do Instituto de Psicologia (IP) da USP, que estuda o assunto desde 1998 e criou a abordagem Orientação à Queixa Escolar (OQE), passou a reunir em seu portal na internet uma série de textos e vídeos sobre questões que envolvem as dificuldades e sofrimentos na vida escolar, durante a quarentena e isolamento social e o retorno à volta das atividades presenciais nas escolas.

A página Pandemia e Educação pode ser consultada neste link e apresenta o conteúdo organizado por temas: relações entre alunos e professores em tempos de pandemia, educação inclusiva neste período, atendimento psicológico remoto e outros assuntos. A iniciativa é coordenada por Beatriz de Paula Souza, psicóloga do Laboratório Interinstitucional de Estudos e Pesquisas em Psicologia Escolar (Lieppe) do IP.

Orientação à Queixa Escolar

A Orientação à Queixa Escolar (OQE) leva em consideração a história e outros aspectos de todos os envolvidos no processo da educação: criança/adolescente, família e escola. O objetivo é evitar a medicalização crescente no âmbito escolar e encontrar soluções na rede de relações e no cotidiano da sala de aula. O Lieppe criou um portal onde é possível acessar em vídeo as aulas do curso de Orientação à Queixa Escolar, além de conferir indicações de leitura, materiais complementares, apresentações gráficas e indicações bibliográficas na área de psicologia escolar. Acesse o portal de Orientação à Queixa Escolar neste link.

Para acessar a página Pandemia e Educação clique aqui.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.