Poli em Santos recebe vestibulandos para conhecer o curso de Engenharia de Petróleo

No dia 12 de agosto, a Escola Politécnica (Poli) da USP realiza a primeira visita monitorada no seu campus na cidade litorânea

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Prédio da Escola Politécnica em Santos onde é oferecido o curso de Engenharia de Petróleo - Foto: Assessoria de imprensa/Poli
Prédio da Escola Politécnica em Santos, onde é oferecido o curso de Engenharia de Petróleo – Foto: Assessoria de imprensa/Poli

A Escola Politécnica (Poli) da USP realizará nesta sexta-feira, dia 12 de agosto, a primeira Visita Monitorada da Poli Santos, no prédio do Colégio Cesário Bastos. O local abriga, desde 2012, o curso de graduação em Engenharia de Petróleo da Poli, e também uma linha de pós-graduação.

O evento é direcionado aos estudantes do ensino fundamental II e ensino médio das escolas públicas e privadas da Baixada Santista, e o objetivo é divulgar o curso de Engenharia de Petróleo da Poli Santos e as outras opções de cursos da unidade, na capital paulista.

Alunos e professores recepcionarão os visitantes, que serão guiados pela construção histórica em grupos de dez a 15 pessoas, e farão um tour conhecendo os laboratórios, salas de aula e biblioteca. Ao final da visita, haverá uma feira onde serão distribuídos materiais informativos sobre a Poli, e os vestibulandos também poderão tirar suas dúvidas com os monitores. Ao longo do dia, haverá palestras com professores da Escola Politécnica. O evento é aberto, gratuito e não é necessário fazer inscrição prévia. Acompanhe as novidades na página do Facebook.

Perto de casa

Muitos estudantes têm que se mudar para a capital ou para o interior para estudar na USP ou outras universidades públicas estaduais ou federais. No caso da estudante Miriam Wieczorek, que hoje cursa o 3º ano de graduação em Engenharia de Petróleo, foi diferente. Ela se mudou de Brasília para Santos, em 2011, com a sua família, devido a uma mudança de emprego do seu pai.

Ela aproveitou que mora na cidade para fazer o curso pelo qual já se interessava, e ingressou na Poli em 2014. “Estudar em Santos é bom para mim por que, além de estar perto dos meus pais e não ter que pagar aluguel, o próprio campus parece ter dado muitas oportunidades aos alunos.” Miriam ressalta que, por ser um campus com um número menor de estudantes, os professores conhecem pessoalmente os alunos e reconhecem o esforço de cada um.

A estudante já foi monitora de uma disciplina, está concluindo uma iniciação científica, e foi presidente do Capítulo Estudantil da Sociedade dos Engenheiros de Petróleo, que recebeu reconhecimento internacional. E ela não para por aí; este ano quer participar da Empresa Junior da Poli Santos, e dar aulas no cursinho popular da Poli voltado a estudantes de baixa renda. “São atividades bem legais que começaram recentemente”, explica.

Ingresso

O professor da Poli e um dos organizadores do evento, Ricardo Cabral de Azevedo, ressalta que esta é uma excelente oportunidade para os vestibulandos conhecerem as formas de ingresso na Escola Politécnica, já que a partir deste ano serão oferecidas 10% das vagas por meio do Sisu, que utiliza a nota do Enem. A unidade oferece, anualmente, 50 vagas para o curso de Engenharia de Petróleo. Destas, seis vagas serão oferecidas pelo Sisu, e 44 pela Fuvest. Leia mais sobre a utilização do Sisu na Poli aqui.

A primeira Visita Monitorada da Poli Santos será dia 12 de agosto, das 8 às 17 horas. O endereço é Praça Cel. Narciso Andrade, s/nº (Av. Ana Costa com a Av. Rangel Pestana, ao lado da CET), Vila Matias, em Santos.

Da Assessoria de imprensa da Poli

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados