Podcast “Jus no Fim do Túnel” debate desafios da USP para o futuro

Produzido pela Fundação Arcadas, podcast discutiu futuro da Universidade com a vice-reitora Maria Arminda do Nascimento Arruda e a vice-diretora da Faculdade de Direito da USP, Ana Elisa Bechara

 19/05/2022 - Publicado há 1 mês
Foto: George Campos/USP Imagens

.
O ano de 2022 começou com a mudança na gestão da USP e de uma das mais tradicionais faculdades ligadas à Universidade, a Faculdade de Direito (FD) do Largo São Francisco, em São Paulo.  Os desafios desses novos dirigentes que assumem importantes instituições de ensino e pesquisa nacionais foram assunto da edição de maio do podcast Jus no Fim do Túnel, produzido pela Fundação Arcadas, órgão ligado à FD que promove apoio acadêmico, científico e material às atividades da faculdade.

O episódio teve como convidadas a vice-reitora da USP, Maria Arminda do Nascimento Arruda, e Ana Elisa Bechara, vice-diretora da FD. A conversa foi conduzida por Marcelo Bonizzi, professor de Direito Processual e procurador-geral da USP, que colocou em pauta as perspectivas de futuro da Universidade, considerando um contexto de dificuldades sociais e políticas que cercam o ensino.

“A visão é desafiadora porque, quando pensamos os grandes desafios, estamos projetando a Universidade para a frente”, destacou Maria Arminda. Ela contou no episódio como a Universidade tem um papel muito particular em países como o Brasil e como cumpre papel de integração social e de referência para as questões da sociedade.

As professoras também falaram sobre a insegurança política e em relação à manutenção das instituições democráticas. Outro tema foi a desigualdade social, que teve o fosso ainda mais aprofundado por conta da pandemia. Maria Arminda, por exemplo, falou da aprovação da nova Pró-Reitoria de Inclusão e Pertencimento, “com vários programas voltados para o sentido republicano da Universidade”, e sobre sua relação com a USP. “Eu aposto na Universidade de São Paulo. Sinto uma verdadeira emoção quando falo da USP. Essa universidade me ofereceu tudo. Encontrei um lugar no mundo”, disse.

Confira a íntegra do episódio, clicando no player abaixo:

Ana Elisa ressaltou que assumiu a faculdade a partir de uma gestão anterior muito positiva, com processos que ela acredita que precisam ter continuidade, apesar de um cenário de desafios diante da pandemia. Um dos objetivos da atual diretoria é pensar os 200 anos da faculdade e da Fundação dos Cursos Jurídicos, em 2027. “Isso nos provoca uma reflexão sobre o próprio papel da Faculdade de Direito para o ensino jurídico e para o próprio desenvolvimento do Direito no Brasil. Esse é um contexto que nos faz pensar nos desafios que a gente tem”, disse.

Como desafios para a Universidade, a vice-diretora da FD citou o momento conturbado no Brasil. “De um lado, temos fortalecimento de movimentos sociais, voltados à inclusão e à cidadania, mas, de outro lado, temos ataques ao próprio Estado democrático de direito. Isso gera esperança de uma sociedade mais justa, mais equânime, mas também gera preocupação de retrocessos”, explica Ana Elisa. Ela também destacou no podcast a criação da Comissão de Inclusão da FD e projetos como o “Adote uma Sala” e o “Adote um Aluno”.

Além do Spotify, também é possível ouvir o podcast Jus no Fim do Túnel pelo Anchor: https://bit.ly/3yGd1GU

.

Texto adaptado da Faculdade de Direito da USP

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.