Pesquisa investiga situação de saúde e nutrição em cidades do Piauí

Projeto está coletando dados entre moradores de Teresina e Picos e deverá passar por 5 mil domicílios

  • 180
  •  
  •  
  •  
  •  
Vista aérea da UFPI – Foto: Aureliano Muller

Um núcleo de pesquisa formado a partir de uma parceria entre a USP e a Universidade Federal do Piauí (UFPI) está investigando a situação de saúde e nutrição da população das cidades de Teresina e Picos, no Piauí. O projeto está coletando dados demográficos, socioeconômicos, antropométricos, bioquímicos, de estilo de vida, de consumo alimentar, de condições de saúde e pressão arterial dos moradores, bem como informações sobre o uso de suplementos e medicamentos.

Durante o projeto, chamado Inquérito de Saúde de Base Populacional em Municípios do Piauí, os pesquisadores deverão coletar dados de 4 mil domicílios em Teresina e mil em Picos. A primeira etapa de coleta de dados começou em setembro e alcançou boa repercussão em emissoras de rádio e TV locais. Segundo Wolney Conde, professor da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP e um dos coordenadores do projeto, o trabalho de campo já cobriu um setor de cada um dos municípios.

Término do debate após palestra sobre as Interfaces da Pesquisa no campo da Saúde Coletiva.

A pesquisa é ligada ao programa de Doutorado Interinstitucional em Nutrição em Saúde Pública da FSP e da UFPI, que existe desde 2016. Todas as teses dos doutorandos atualmente no programa têm como base o Inquérito. De acordo com Conde, o estudo em Teresina e Picos conta com o aporte teórico e de treinamento do corpo docente da FSP. A UFPI concentra o esforço do trabalho de campo.

Além da formação do núcleo de pesquisa, o processo de elaboração e realização do inquérito permitiu expandir a formação de pesquisadores da UFPI que não fazem parte do programa interinstitucional, incluindo estudantes de outros programas de pós-graduação e de cursos de graduação. Já os doutorandos USP-UFPI devem iniciar, em fevereiro de 2019, uma etapa de estágio obrigatório de nove meses na FSP, em São Paulo.

A equipe do DINTER FSP-UFPI colocou, ainda, a estrutura e know-how da pesquisa à disposição da Secretaria Municipal de Saúde de Picos para futuros estudos ou análises de indicadores de saúde no município.

Com informações da Assessoria de Comunicação da FSP

Equipe de coleta de Teresina (PI)
Da esq. para a dir., os professores Wolney Condes, Gleison Monteiro e Ana Larissa Machado
Reunião com o secretário de Saúde da cidade de Picos (PI)
Docentes da UFPI, alunos do doutorado USP-UFPI e a professora Lígia Martini (FSP)

 

  • 180
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados