Pesquisa busca voluntários idosos diagnosticados com depressão

Projeto precisa de mulheres e homens a partir de 60 anos para investigar a eficácia da estimulação de pequenas regiões do cérebro; pesquisa oferecerá tratamento gratuitamente

Foto: Pexels CC

.

O Instituto de Psiquiatria da USP está buscando voluntários idosos, a partir de 60 anos, que tenham sido diagnosticados com depressão. Os interessados em participar da pesquisa receberão tratamento gratuito por meio de estimulação magnética transcraniana – técnica não invasiva que utiliza campos magnéticos para estimular pequenas regiões do cérebro. As inscrições para triagem são feitas exclusivamente pelo e-mail: pesquisa.neuropsiquiatria@gmail.com

Projeto Idoso

O Projeto Idoso é uma iniciativa do Serviço Interdisciplinar em Neuromodulação. O grupo de médicos e pesquisadores já encontrou evidências dos benefícios trazidos pela estimulação magnética transcraniana repetitiva em pacientes com depressão. Porém, há poucos estudos dedicados a pacientes idosos deprimidos.

Foto: Serviço Interdisciplinar de Neuromodulação do IPq/USP

O tratamento é realizado durante 20 dias seguidos no Instituto de Psiquiatria da USP por meio de um método chamado theta-burst. Essa técnica é uma forma mais moderna de estimulação magnética, na qual pulsos magnéticos são aplicados em um determinado padrão. De acordo com o grupo de pesquisa responsável pelo projeto, o uso dessa técnica não interfere de forma negativa na função cognitiva dos pacientes, podendo até melhorá-la em alguns aspectos. 

Com a pesquisa, o grupo pretende verificar a eficácia do método no tratamento da depressão em idosos, passando a representar mais uma opção terapêutica aos pacientes. 

Depressão maior

O Transtorno da Depressão Maior é uma doença psíquica que debilita as capacidades individuais e interfere no funcionamento social do paciente. A depressão maior atinge cerca de 15% da população adulta e é recorrente em cerca de 80% dos casos nos idosos. Os prejuízos podem afetam a velocidade psicomotora, a memória e a capacidade de atenção, podendo prejudicar o raciocínio e até decisões imediatas.

Saiba mais sobre o projeto nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/pesquisaneuropsiquiatria 
Instagram: https://www.instagram.com/pesquisaneuropsiquiatria

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.