Pesquisa busca pessoas que sofreram golpes pela internet durante pandemia

Objetivo é entender como funciona esse tipo de crime para poder combatê-lo

Imagens de mensagens que circularam pelas redes sociais nos últimos meses que contêm conteúdos enganosos – Foto: Reprodução

.
Segundo a
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) produzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), publicada em abril, o número de brasileiros com acesso à internet no fim de 2018 era de 135,9 milhões. Significa que apenas 54% da população possuem em mãos todas as facilidades oferecidas pela web. Os benefícios do uso da rede, porém, também trazem outras consequências, como golpes virtuais. Para entender como esses golpes têm se propagado durante a pandemia de covid-19 pesquisadores da USP buscam voluntários. 

O estudo é conduzido pela professora Daniela Osvald, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, e pela estudante Marcelle Pedrozo. O objetivo é compreender como as mensagens enganosas contendo golpes atuam, por quais redes sociais são enviadas com maior frequência e como reagem as pessoas que as recebem.

Algumas dessas mensagens enganosas, por exemplo, eram compartilhadas por pessoas que acreditavam estarem enviando informações sobre o auxílio emergencial, disponibilizado pelo governo federal para brasileiros de baixa renda. O link, entretanto, encaminhava o usuário para revelar informações pessoais para endereços desconhecidos. 

A participação na pesquisa é voluntária, mas a contribuição é de grande ajuda para o estudo que está sendo desenvolvido e seus resultados, que podem conscientizar sobre os golpes cibernéticos e gerar prevenção. Para participar basta acessar este link.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.