Personalidades da política nacional debatem caminhos para o futuro do Brasil

Encontros mensais com participação de pesquisadores da USP trarão importantes nomes ligados à política pública nacional para o debate de soluções para construção de um país mais justo e menos desigual

 15/07/2021 - Publicado há 5 meses  Atualizado: 16/07/2021 as 16:17
Por
Personalidades debatem caminhos para futuro do Brasil – Arte sobre foto / USP Imagens

.
A pandemia de covid-19 deve acentuar a desigualdade educacional no País, como já mostram estudos iniciais sobre o tema. Porém, além de debater a educação, neste momento é estratégico promover uma visão holística sobre o futuro do Brasil para se construir um país mais justo e menos desigual. Com esse objetivo, a Cátedra Sérgio Henrique Ferreira e o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Economia Social (Lepes), ambos sediados na USP Ribeirão Preto, uniram-se à Fundação Roberto Marinho, ao Canal Futura e ao Instituto Unibanco para promover o
Simpósio Construindo o Brasil do Amanhã.

O evento, que será realizado de forma on-line, vai trazer em encontros mensais personalidades de destaque da política pública nacional para discutir caminhos para a construção de um futuro melhor para o Brasil. A transmissão será feita pelo YouTube, no canal do Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto da USP, ao qual a Cátedra Sérgio Henrique Ferreira está ligada. Haverá emissão de certificados mediante preenchimento de formulário disponibilizado no chat durante o evento.

O primeiro evento será no dia 20 de julho, a partir das 17h. O ex-senador e ex-ministro da Educação Cristovam Buarque e o economista Cláudio Moura Castro vão debater tópicos sobre juventude, empregabilidade e mundo do trabalho, financiamento da educação, economia e sustentabilidade. Em seguida, eles serão sabatinados pelo coordenador do Lepes, Daniel dos Santos, pelo titular da Cátedra Sérgio Henrique Ferreira, Mozart Neves Ramos, pelo superintendente executivo do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques, e pela gerente de Desenvolvimento Institucional da Fundação Roberto Marinho, Monica Pinto. A mediação é da jornalista Renata Cafardo.

.

.
Sobre os palestrantes

Cristovam Buarque é economista, educador, professor universitário e político filiado ao Cidadania. Foi reitor da Universidade de Brasília, governador do Distrito Federal, ministro da Educação e senador por dois mandatos. Foi um dos responsáveis pela criação do Bolsa-Escola, implantado pela primeira vez no País em seu governo no Distrito Federal.

Claudio de Moura Castro é economista graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestre pela Universidade Yale e doutor pela Universidade Vanderbilt. Foi professor em universidades brasileiras e internacionais, trabalhou no Banco Mundial e no Banco Interamericano de Desenvolvimento, presidiu a Capes e o Conselho Consultivo da Faculdade Pitágoras. Atualmente, é diretor pedagógico da EduQualis.

Daniel dos Santos é professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP. É graduado em Economia pela Universidade de São Paulo, mestre em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e doutor em Economia pela Universidade de Chicago. Atualmente, também coordena o Lepes.

Mozart Neves Ramos é graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Pernambuco, doutor em Química pela Unicamp e tem pós-doutorado em Química pela Politécnica de Milão, Itália. Foi reitor da UFPE, secretário da Educação de Pernambuco, presidente executivo do Todos Pela Educação e diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna. Atualmente, além de ser titular da Cátedra Sérgio Henrique Ferreira, do IEA-RP, integra o Conselho Nacional de Educação.

Ricardo Henriques foi secretário Nacional de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação e secretário executivo do Ministério de Desenvolvimento Social, quando coordenou o desenho e a implantação inicial do programa Bolsa Família. Atualmente, além de superintendente executivo do Instituto Unibanco, é integrante de entidades como Anistia Internacional (Brasil), Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (Ceipe-FGV), Fundação Itaú Educação e Cultura, Instituto Natura e Todos pela Educação.

Mônica Pinto é mestre em Educação pela PUC-RJ, com pós-graduação em História e Cultura Contemporânea e formação pelo Programa de Desenvolvimento de Executivos da Fundação Dom Cabral. Foi consultora e coordenadora do Programa Nacional de Formação de Professores, vinculado ao MEC e à TVE. É gerente de Desenvolvimento Institucional da Fundação Roberto Marinho, atuando no desenvolvimento e manutenção de parcerias do Canal Futura e de seus projetos especiais.

Mais informações sobre o evento: catedraiearp@usp.br.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.