Parque Cientec reabre com diversão e aprendizado em um só lugar

Próximo ao Zoológico de São Paulo, o Parque Cientec voltou a receber visitas em sua área externa; atividades estão divididas em meio ambiente, cosmos, física e matemática

 Publicado: 24/11/2021  Atualizado: 25/11/2021 as 21:49
Por
Parque Cientec – Foto: Reprodução/TV USP

.
O Parque de Ciência e Tecnologia da USP (Cientec) reabriu para a visitação na Água Funda, capital paulistana, no último dia 22. Além da reserva de 120 hectares de mata nativa, que pode ser aproveitada com um passeio na
Trilha do Lago, os visitantes poderão se divertir e aprender na área externa do parque.

As atividades oferecidas pelo Parque Cientec foram adaptadas para garantir a segurança sanitária do público. Em substituição aos ambientes fechados, as instalações ao ar livre foram equipadas com rede Wi-Fi e códigos QR, que direcionam uma visita autoguiada. A experiência está dividida em três partes: meio ambiente, cosmos, física e matemática. 

Junto ao Zoológico e ao Jardim Botânico de São Paulo, o Parque Cientec integra o Parque Estadual das Fontes do Ipiranga (PEFI), a maior área de preservação de Mata Atlântica da Região Metropolitana de São Paulo, que abriga nascentes do riacho Ipiranga — famoso por ser o lugar da Proclamação da Independência do Brasil. Por isso, é difícil não aproveitar o contato com a natureza, seja por meio de uma caminhada junto às árvores, ou visitando o Meliponário, uma coleção de colmeias com abelhas-sem-ferrão.

Para quem se interessa pela astronomia, o parque conta com radiotelescópio, usado para a observação de grandes intervalos de ondas eletromagnéticas de rádio. Na Alameda do Sistema Solar, o visitante aproveita um amplo espaço com esculturas que representam o Sol, os planetas e seus satélites, e pode participar do uso do Sunspotter para a observação direta das manchas solares. 

Já para os amantes da física e matemática, também estão abertos o Jardim da Física, com brinquedos que promovem o aprendizado das leis da natureza, o Espaço Geofísica e suas explicações interativas sobre a estrutura interna do planeta Terra. Também a Estação Meteorológica mais antiga em atividade do Estado de São Paulo, onde são feitas observações a cada hora do dia sobre as condições atmosféricas. 

Suzana Ursi, vice-diretora do Parque Cientec e professora do Departamento de Botânica da USP, faz um convite especial: “O Cientec representa uma alternativa de vivência rica e encantadora aos visitantes de todas as idades, unindo conhecimento, lazer e oportunidade única de contato com a natureza. Todos são muito bem vindos e podem ter segurança de que as exigências sanitárias estão sendo contempladas”.  

Atrações do parque foram adaptadas para o ar livre. Códigos QR auxiliam a visita autoguiada. Foto: Marcos Santos / USP Imagens

 

As atividades em ambientes fechados, como a da Luneta Zeiss 175 mm e do Planetário, por enquanto continuarão disponíveis somente através do passeio virtual. O Parque Cientec está aberto para receber grupos e turmas escolares, desde que as solicitações sejam para as áreas externas. São indicados de 50 a 60 minutos para cada atração, então é recomendado que os visitantes levem lanche para passar o dia. 

Para a visitação, é necessário seguir os protocolos sanitários exigidos pelo parque: 

  • Apresentar o comprovante de vacinação com o ciclo vacinal contra a Covid-19 completo (exceto para menores de 18 anos, que não precisam apresentar o documento);
  • Usar a máscara;
  • Ter sua temperatura aferida na portaria. Visitantes com estado febril não poderão entrar. 

Visite o Parque Cientec 

Avenida Miguel Stéfano, 4200. Água Funda – São Paulo. O parque fica em frente ao Zoológico. O acesso é permitido pela Portaria 1. As estações de metrô mais próximas são: Saúde, São Judas e Jabaquara.

O Parque Cientec fica aberto de segunda-feira a domingo, das 09 às 17 h (entrada até às 16 h).

Saiba mais em: https://www.parquecientec.usp.br
https://www.instagram.com/parquecientec/
https://www.facebook.com/parquecientec.usp.3/


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.