Pandemia recua pela oitava semana seguida em São Paulo

Mesmo com flexibilização do uso de máscaras, avanço da vacinação tem garantido uma queda sustentável dos indicadores de covid-19 no Estado, mostra o “Boletim Epidemiológico USP-Covid”

 06/04/2022 - Publicado há 2 meses
Por

Os dados da semana epidemiológica mais recente (27 de março a 4 de abril) mostram que a situação da pandemia de covid-19 no Estado de São Paulo continua melhorando, graças ao avanço da vacinação. Todos os indicadores seguem em queda ou estáveis, relativamente à semana epidemiológica anterior: novos casos (-17%), novas internações (sem variação) e óbitos (-17,5%). Excluindo-se o efeito estatístico do carnaval (que causou um acúmulo artificial de notificações na semana seguinte ao feriado), esses indicadores estão em queda no Estado desde o início de fevereiro. Cerca de 92% da população acima de 5 anos do Estado já está com esquema vacinal completo, o que funciona como uma barreira imunológica coletiva contra a circulação do vírus. 

Os números, fornecidos pelo Comitê Científico do governo do Estado, estão resumidos no Boletim Epidemiológico USP-Covid desta semana.

Apesar da melhora na situação, é importante ter em mente que a pandemia não acabou — o vírus permanece presente e mais de 50 pessoas ainda morrem por semana de covid-19 no Estado. O uso de máscaras permanece obrigatório no transporte público e nos serviços de saúde, assim como em todos os ambientes fechados na USP, por recomendação da Comissão Assessora de Saúde da Reitoria. Por conta da grande circulação de alunos, docentes e funcionários, recomenda-se também o uso de máscaras em ambientes abertos, sempre que houver concentração de pessoas. Apenas pessoas vacinadas estão autorizadas a frequentar os campi. 

Os Boletins Epidemiológicos USP-Covid são publicados toda quarta-feira. Mais informações sobre protocolos de segurança e sobre a situação da pandemia no site USP Retorno Seguro: https://retornoseguro.usp.br.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.