Pandemia perde intensidade em São Paulo

Média de novos casos e internações recuou pela terceira semana seguida no Estado. Números da USP também apresentam melhora, mas máscaras e vacinação seguem obrigatórias

 Publicado: 28/07/2022
Por

Os dados da semana epidemiológica mais recente (17 a 23 de julho) mostram todos os indicadores da pandemia em tendência de queda ou estabilidade no Estado de São Paulo. A média de óbitos permaneceu praticamente inalterada, em 70 mortes/dia, enquanto as médias de novos casos e internações caíram 15% e 19% em relação à semana anterior, respectivamente. Os dados são compilados semanalmente pelo Comitê Científico que assessora o governo do Estado e reproduzidos no Boletim Epidemiológico USP-Covid, junto com dados sobre a pandemia na USP.

A expectativa dos epidemiologistas é que a pandemia continue a perder intensidade nas próximas semanas. “Os números indicam clara redução na velocidade de transmissão do vírus, com uma consequente redução de casos e internações, que deve se refletir em breve, também, na redução do número diário de óbitos”, avalia o médico epidemiologista Paulo Rossi Menezes, do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP.

Na comunidade uspiana, a tendência também é de queda: o número de notificações de covid-19 ou síndrome gripal registrado em todos os campi da universidade nos primeiros 22 dias de julho foi 361, comparado a 843 no mesmo período de junho e a 679, em todo o mês de maio, segundo dados da Superintendência de Saúde da USP.

A Comissão Assessora de Saúde da USP monitora continuamente a pandemia e ressalta que, apesar da melhora no quadro epidemiológico do Estado, o uso de máscaras permanece obrigatório em ambientes fechados da universidade, assim como no transporte público e nos serviços de saúde. Em ambientes abertos o uso não é obrigatório, mas também recomendado, sempre que houver aglomeração. Praticamente 100% dos alunos, docentes e funcionários da USP estão com esquema vacinal completo — obrigatório para frequentar a universidade. A terceira dose passa a ser obrigatória, também, para o segundo semestre. Mais informações no site USP Retorno Seguro: https://retornoseguro.usp.br.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.