Orquidário em Ribeirão Preto reproduz espécies ameaçadas de extinção

Coleção é do Laboratório de Biologia Molecular e Biossistemática de Plantas, e é a primeira de plantas vivas integrada à rede SpeciesLink

  • 206
  •  
  •  
  •  
  •  

 

A USP em Ribeirão Preto tem orquidário com mais de 2 mil vasos e mais de 700 espécies de orquídeas de todo o mundo. O espaço dedica-se à reprodução de espécies ameaçadas de extinção, com a finalidade de reintroduzi-las em áreas que são potencialmente consideradas protegidas.

A coleção é do Orquidário do Laboratório de Biologia Molecular e Biossistemática de Plantas (LBMBP) da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCLRP) da USP, e é a primeira coleção de plantas vivas integrada à rede SpeciesLink – sistema distribuído de informação que integra dados primários de coleções científicas.

Curso de Orquídeas 

Além da manutenção do orquidário, o LBMBP oferece curso sobre o cultivo de orquídeas e as inscrições estão abertas até 6 de agosto. Oferecido pelo professor Emerson Ricardo Pansarin, curador da coleção, esta será a oitava edição, de 3 a 6 de setembro. 

Na programação os matriculados vão saber mais sobre a história natural das orquídeas, reprodução de plantas em ambiente natural, e sobre a preservação da flora e da fauna usando as orquídeas como modelo. Também será abordado o problema do comércio de plantas nativas retiradas do hábitat.

Os interessados precisam ter disponibilidade para participar todos os dias de curso. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (16) 3315-3812, pelo e-mail caique@ffclrp.usp.br ou na Secretaria do Departamento de Biologia. Veja a programação completa aqui.

  • 206
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados