Samba na USP
A Praça do Relógio, da USP, em São Paulo, recebeu a bateria da escola de samba Rosas de Ouro para o evento Arte, Tecnologia e Emoção, no dia 29 de novembro
Música e tecnologia
A apresentação faz parte do projeto da Rosas de Ouro para o carnaval 2020. Intitulado “Tempos Modernos”, o samba-enredo trará a relação entre homem e máquina.
Batuque universitário
O evento contou com a participação das baterias universitárias da USP. Rateria, da Escola Politécnica (Poli), BaterECA, da Escola de Comunicações e Artes (ECA), e Tubatuque, do Instituto de Química (IQ), foram algumas delas.
Encontro de ritmos
A USP possui muitas baterias universitárias. Elas costumam se apresentar isoladamente ou em competições, mas, pela primeira vez, se apresentaram juntas com uma escola de samba dentro da Universidade.
Todos dançam
Além das baterias, o evento reuniu outros integrantes da Rosas de Ouro para a festa. As passistas, por exemplo, dançaram ao som da melodia e trouxeram quem assistia para dentro da roda de samba
Cantando saber
A escola quer aproximar o público da tecnologia. O enredo vai falar das quatro Revoluções Industriais para expor o impacto das novas tecnologias no dia a dia das pessoas
Samba 10
A Rosas de Ouro levará ao sambódromo o “Samba 10”, primeiro robô sambista em realidade aumentada do Brasil. O projeto conta com a parceria de instituições como a USP, Insper, FEI e Instituto Mauá de Tecnologia
Indústria 4.0
A escola pretende provocar reflexão sobre como será o futuro com a indústria 4.0, a era das máquinas
Cores e alegria
O evento foi uma pequena amostra do que a Rosas de Ouro irá levar ao carnaval paulistano dia 22 de fevereiro, data na qual irá se apresentar, encerrando a noite de desfiles
“Quero viver para ver”
E como diria o samba-enredo da Rosas de Ouro: ♫ Dona Ciência, por favor, não leve a mal, chegou a hora de rasgar o manual
Texto: Crisley Santana
Diagramação: Cleber Siquette/Jornal da USP
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Samba na USP
A Praça do Relógio, da USP, em São Paulo, recebeu a bateria da escola de samba Rosas de Ouro para o evento Arte, Tecnologia e Emoção, no dia 29 de novembro
Música e tecnologia
A apresentação faz parte do projeto da Rosas de Ouro para o carnaval 2020. Intitulado “Tempos Modernos”, o samba-enredo trará a relação entre homem e máquina.
Batuque universitário
O evento contou com a participação das baterias universitárias da USP. Rateria, da Escola Politécnica (Poli), BaterECA, da Escola de Comunicações e Artes (ECA), e Tubatuque, do Instituto de Química (IQ), foram algumas delas.
Encontro de ritmos
A USP possui muitas baterias universitárias. Elas costumam se apresentar isoladamente ou em competições, mas, pela primeira vez, se apresentaram juntas com uma escola de samba dentro da Universidade.
Todos dançam
Além das baterias, o evento reuniu outros integrantes da Rosas de Ouro para a festa. As passistas, por exemplo, dançaram ao som da melodia e trouxeram quem assistia para dentro da roda de samba
Cantando saber
A escola quer aproximar o público da tecnologia. O enredo vai falar das quatro Revoluções Industriais para expor o impacto das novas tecnologias no dia a dia das pessoas
Samba 10
A Rosas de Ouro levará ao sambódromo o “Samba 10”, primeiro robô sambista em realidade aumentada do Brasil. O projeto conta com a parceria de instituições como a USP, Insper, FEI e Instituto Mauá de Tecnologia
Indústria 4.0
A escola pretende provocar reflexão sobre como será o futuro com a indústria 4.0, a era das máquinas
Cores e alegria
O evento foi uma pequena amostra do que a Rosas de Ouro irá levar ao carnaval paulistano dia 22 de fevereiro, data na qual irá se apresentar, encerrando a noite de desfiles
“Quero viver para ver”
E como diria o samba-enredo da Rosas de Ouro: ♫ Dona Ciência, por favor, não leve a mal, chegou a hora de rasgar o manual
Texto: Crisley Santana
Diagramação: Cleber Siquette/Jornal da USP
Foto: Marcos Santos/USP Imagens