Novo método para tratar fraturas é premiado em congresso nacional

Grupo da área de Ortopedia do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto levou prêmio em evento pelo segundo ano consecutivo

  • 166
  •  
  •  
  •  
  •  
Mazzer (centro) entre Aline e Vasquez durante premiação – Foto: Divulgação

.
Especialistas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP) da USP conquistaram o prêmio de melhor trabalho em cirurgia experimental do
38º Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão, realizado em Fortaleza, no Ceará, em agosto.

O estudo Propriedades mecânicas da placa mola nas fraturas da extremidade distal do rádio – ensaios mecânicos in vitro apresenta uma alternativa ao método hoje utilizado para tratar fraturas na extremidade do osso do antebraço. Segundo os pesquisadores, a técnica apresenta muitas variações que ainda “são verdadeiros desafios para a cirurgia de mão”. 

A equipe que desenvolveu o novo método – Ana Lécia Lima, Alexandre Portelinha, Alex Irusta, Amanda Cagnolati, Bruno Vasquez, Felipe Oliveira, Hugo Boin, Thiago Albeny, Rafael Fleury e Carlos Barbieri – foi coordenada pelo professor Nilton Mazzer, do Departamento Biomecânica Medicina e Reabilitação do Aparelho Locomotor da FMRP.

Esse foi o segundo prêmio do setor de ortopedia do HCFMRP nesse evento. No ano passado, foi com o trabalho Avaliação funcional pós-operatória em pacientes com acometimento radioulnar submetidos à técnica de Sauvé-Kapandji dos médicos Caroline Sena, Filipe Jun e Luiz Mandarano Filho e dos professores Cláudio Henrique Barbieri e Nilton Mazzer.

  • 166
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados