Novo laboratório de inovação do Supera Parque vai estudar gás natural no transporte público

O estudo será executado no Laboratório SuperaLab, inaugurado na segunda-feira, 9 de agosto, e pretende fomentar ideias que gerem inovações para o mercado de gás natural na região de Ribeirão Preto

 11/08/2021 - Publicado há 4 meses
Evento de lançamento do SuperaLab – Fotos: Guilherme Sircili / Supera Parque

.
O Supera Parque
de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto, sediado no campus da USP, acaba de inaugurar o SuperaLab Open Innovation, espaço compartilhado destinado a apoiar e desenvolver ações de empreendedorismo e inovação em instituições de ensino, empresas e governo que busca contribuir com o ecossistema de inovação. O novo laboratório conta com uma estrutura física de espaço compartilhado, com 170 metros quadrados – disponível para receber times de inovação das empresas parceiras, com mesas de trabalho e espaço para eventos e para reuniões.

Na inauguração, já foi anunciado um estudo sobre os impactos da utilização do gás natural no transporte público no município, o projeto GasBrasiliano Inovation Hub (GaBih), promovido pela empresa GasBrasiliano, responsável pela distribuição de gás natural canalizado na região Noroeste do Estado de São Paulo, abrangendo 375 municípios.

O objetivo do GaBih é identificar, selecionar e captar startups e empreendedores que possam gerar soluções para atendimento ao mercado do gás natural na região, proporcionando uma melhoria na experiência dos consumidores.  O projeto será totalmente fomentado pela distribuidora de gás que atende à região em parceria com a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo (Arsesp) e será executado pela Consulgas.

O gerente do Supera Parque, Eduardo Cicconi, comemora a parceria do complexo tecnológico, por meio do SuperaLab, com a GasBrasiliano e afirma que o objetivo é promover o desenvolvimento socioeconômico da região por meio da geração de inovação. 

“O empreendedorismo e a inovação tecnológica estão no DNA do Supera Parque. Nós temos como missão contribuir com o movimento crescente que existe na sociedade e que pede por ações que tornem o mundo um lugar melhor tanto do ponto de vista ambiental, quanto social, incentivando o consumo consciente dos recursos, por exemplo. Vamos usar toda a nossa expertise para o desenvolvimento de projetos que impactem positivamente a região no que diz respeito ao consumo e ao fornecimento do gás natural”, explica.
.

Prédio 2 do Supera Parque – Fotos: Guilherme Sircili / Supera Parque

.
Busca por alternativas energéticas

Durante o estudo, será elaborada uma base comparativa entre o gás natural e o biometano, sob a ótica da gestão de transporte público do município, para avaliar como essas duas opções se posicionam na transição energética e seus impactos nas contas públicas, nas tarifas e no meio ambiente. 

A tecnologia empregada nos veículos a gás natural veicular (GNV) e biometano, utilizados no estudo, já atende à norma Euro 6 que será exigida a partir de 2023. A conclusão será compartilhada com a Prefeitura com o objetivo de contribuir para a tomada de decisão em relação à revisão da estratégia de matriz energética municipal e ao Plano de Mobilidade Urbana (PMOB). Para a distribuidora, o estudo contribuirá para alavancar a inserção do gás natural e do biometano no segmento de frotas pesadas. 

 “A busca por alternativas energéticas que visem à redução de impactos ambientais e garantam competitividade e eficiência aos setores econômicos será uma pauta cada vez mais importante. Acreditamos que o GaBih, através deste estudo e de outros projetos que virão, será fundamental para o avanço nessa caminhada”, explica Alex Gasparetto, diretor-presidente da GasBrasiliano.

Supera Parque 

 O Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto, gerido pela Fipase, é resultado de uma parceria entre Universidade de São Paulo (USP), Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo. Instalado no campus da USP local, o parque abriga a Supera Incubadora de Empresas, o Supera Centro de Tecnologia, a associação do Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde, o Polo Industrial de Software (Piso), além do Supera Centro de Negócios. 

Ao todo, são 82 empresas instaladas no parque, sendo 60 delas na Supera Incubadora de Empresas de Base Tecnológica e 22 empreendimentos no Centro de Negócios. O Parque Tecnológico está em expansão com a urbanização de lotes para instalação de empresas e a implantação do Container Park, um novo complexo empresarial.

Outras informações sobre o parque estão disponíveis no site superaparque.com.br

Com informações da Assessoria de Imprensa do Supera Parque

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.