Novo espaço virtual vai promover iniciativas de ciência aberta da USP

Website segue movimento mundial que tem por objetivo tornar o conhecimento científico aberto e compartilhado para toda a sociedade

 25/10/2021 - Publicado há 1 mês  Atualizado: 27/10/2021 as 18:29
Arte sobre foto Freepik

.
Nesta terça, dia 26 de outubro, a USP promove o lançamento do website Ciência Aberta USP, iniciativa que busca promover o acesso aberto e inclusivo à informação e ao conhecimento gerado na Universidade. O lançamento é baseado na recomendação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) sobre o acesso aberto como forma de a ciência estar mais conectada às necessidades da sociedade e promover oportunidades iguais para todos.

“A inclusão da USP nesse movimento mundial é muito importante e serve como exemplo de como a universidade pública pode liderar iniciativas na América do Sul e inspirar a participação de outras universidades. Esse movimento favorece a todos: os pesquisadores, a própria Universidade e a sociedade”, destaca Jackson Cioni Bittencourt, presidente da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica (Aguia).

Além dele, participam do evento o reitor da USP, Vahan Agopyan, e o pró-reitor de Pesquisa, Sylvio Canuto. O novo site será apresentado por Débora Chadi, assessora da Pró-Reitoria de Pesquisa. O encontro também terá uma palestra do Professor Emérito da Faculdade de Economia e Administração (FEA) da USP, Jacques Marcovitch, que foi reitor da USP e atualmente é membro do Conselho Superior do Graduate Institute of International and Development Studies (IHEID), em Genebra.

O lançamento faz parte da 24ª Semana do Livro e da Biblioteca na USP e da 10ª Semana Internacional do Acesso Aberto, que acontecem de 25 a 31 de outubro. Este último é um evento global realizado há dez anos com o objetivo de trabalhar a recomendação da Unesco de criar um novo paradigma para o empreendimento científico ao abrir conteúdos, ferramentas e processos científicos baseados em maior reprodutibilidade, transparência, compartilhamento e colaboração.

“A pandemia demonstrou a importância da ciência aberta. Nesse período, conseguimos dar respostas rápidas às demandas da sociedade, para minimizar as dificuldades decorrentes da covid-19, graças ao compartilhamento de informações de maneira nunca antes vista. A cooperação nacional e internacional entre as universidades ao redor do mundo alcançou níveis inimagináveis nesse período, o que nos mostrou que a cooperação pode acelerar a aplicação do conhecimento para a sociedade”, afirma o reitor Vahan Agopyan.

Promoção da ciência aberta

“A ciência aberta é uma discussão que tem ganhado cada vez mais espaço nos meios acadêmicos e científicos e que pode ser definida como uma prática da ciência que amplia a colaboração e a contribuição entre cientistas, com a disponibilização de dados de pesquisa, notas de laboratórios e outros procedimentos, permitindo inclusive a reutilização, redistribuição e reprodução da pesquisa e seus métodos subjacentes”, explicou Canuto em um dos eventos promovidos pela USP para discutir o tema, em agosto de 2019.

O novo espaço virtual sobre Ciência Aberta da USP foi desenvolvido a partir da parceria entre a Aguia, a Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP) e a Superintendência de Tecnologia da Informação (STI). Disponível no endereço https://cienciaaberta.usp.br, o site é dividido em seis partes.

Foto: Reprodução/Ciência Aberta USP

.

Em Ciência Aberta são apresentados os conceitos gerais sobre o tema, com explicação da iniciativa da USP, além de informações sobre eventos e outras iniciativas externas. Também está disponível a Declaração USP de Apoio à Ciência Aberta.

Na área de “Infraestrutura compartilhada” é possível ver a rede de equipamentos da Universidade que podem ser compartilhados, desde equipamentos de última geração até os mais comuns, como microscópios, tomógrafos, telescópios, rede de computadores, espaço em nuvem para armazenamento de dados, etc. Inclui a Central USP de Equipamentos Multiusuários, a Coordenação da Rede de Biotérios, a USP Nuvem, além de outras iniciativas como a Plataforma Nacional de Infraestrutura de Pesquisa MCTI e a SociaLab, plataforma de troca de reagentes e células.

Outra parte do site é dedicada ao tema da “Integridade na pesquisa”, que apresenta um guia informativo para a comunidade acadêmica sobre boas práticas em pesquisa e questões relacionadas à reprodutibilidade da ciência. Em “Dados e códigos abertos” estão disponibilizados o Plano de Gestão de Dados da USP e o acesso a links para depósito dos dados, bem como para o acesso a dados já disponibilizados.

Na área “Ciência e sociedade”, o site apresenta canais que visam à comunicação do conhecimento gerado dentro da Universidade para pessoas ligadas à comunidade acadêmica ou a sociedade de um modo geral, incluindo o Jornal da USP, a Rádio USP, o Canal USP no YouTube, entre outros. Também são citados o programa Ciência para o futuro: a USP quer ouvir você, que aproxima os cientistas da Universidade de agentes da sociedade para desenvolver iniciativas voltadas para a melhoria de seus setores de atuação, e o Ciência Cidadã, projetos educacionais para o cidadão baseados em métodos científicos.

Assista, a seguir, à cerimônia de lançamento do novo site, transmitida pelo Canal USP.

(Texto atualizado em 26/10/21)


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.