Morre o professor Boris Schnaiderman

O corpo está sendo velado no Centro Universitário Maria Antonia, em São Paulo

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Foto: Projeto Memória USP
Foto: Projeto Memória USP

Faleceu no início da noite da quarta-feira, 18 de maio, aos 99 anos, o professor Boris Schnaiderman. Escritor e tradutor, foi docente do curso de Língua e Literatura Russa da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

Boris nasceu em 17 de maio de 1917, em Úman, na Ucrânia, e emigrou da União Soviética com a família em 1924. Chegaram ao Rio em 1925 e escolheram São Paulo para viver.

Schnaiderman foi o grande responsável por difundir a literatura russa no Brasil com suas traduções diretas – antes, o que chegava era traduzido do inglês e do francês – e por formar toda uma geração de tradutores. Foi ele quem criou o curso de língua e literatura russa da USP, em 1963.

Aposentado desde 1979, continuou ligado à universidade e, sobretudo, à tarefa de tradutor. Verteu para o português importantes obras de autores como Dostoievski, Tolstoi, Chekhov, Máximo Gorki, Isaac Babel, Boris Pasternak, Pushkin e Maiakovski.

O corpo está sendo velado até às 14 horas, no Centro Universitário Maria Antonia da USP, em São Paulo

Com informações da Agência Estado

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados