Morre a professora Ecléa Bosi

Professora Emérita do Instituto de Psicologia da USP foi a idealizadora do programa Universidade Aberta à Terceira Idade

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn16Print this pageEmail
Professora Ecléa Bosi – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Em nota publicada na manhã desta segunda-feira (10), o Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da USP informou a morte da professora Ecléa Bosi. O velório será no Cemitério São Paulo, a partir das 12 horas. O endereço é Rua Cardeal Arcoverde, 1.250 – Pinheiros, São Paulo-SP.

A Reitoria decretou luto oficial na USP nos dias 10, 11 e 12 de julho.

Professora Emérita do Instituto de Psicologia (IP), Ecléa foi a idealizadora do Universidade Aberta à Terceira Idade na USP, projeto que traz idosos para as salas de aula da Universidade, com cursos e atividades gratuitas. A iniciativa atende anualmente cerca de 9 mil pessoas com mais de 60 anos. A professora coordenou o programa até o final de 2016.

Em março deste ano, a Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP prestou uma homenagem à professora, na ocasião dos 23 anos do programa Universidade Aberta à Terceira Idade.

Ecléa Bosi e a Terceira Idade na USP

Iniciado em 1994, antecipando-se à promulgação do estatuto do idoso, o Programa Universidade Aberta à Terceira Idade da USP oferece semestralmente milhares de vagas aos idosos em disciplinas regulares da graduação e também em atividades especiais. Após 23 anos e 46 edições, a Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária presta homenagem à professora Ecléa Bosi, criadora e entusiasta da iniciativa, em nome de todos os alunos que foram beneficiados pela ação. A professora coordenou o programa até o final de 2016, quando transferiu a função para o Dr. Egídio Dorea, que já estava à frente também do programa Envelhecimento Ativo, do Hospital Universitário da USP.Saiba mais em: http://prceu.usp.br/noticia/terceira-idade-na-usp/

Publicado por Pró-Reitoria de Cᴜltura e Extensão Universitária da USP em Quarta, 15 de março de 2017

 

Recebeu o Prêmio Internacional Ars Latina em 2009 pelo conjunto de sua obra. Foi reconhecida também pelo Prêmio Averroes 2011 por seus estudos sobre memória e sociedade, pelo pioneirismo e espírito compartilhador expressados na trajetória do programa Universidade Aberta à Terceira Idade. No mesmo ano, recebeu a láurea Loba Romana, entregue a italianos e descendentes que se destacaram pela atuação social, econômica e cultural e contribuíram para o estreitamento das relações entre Brasil e Itália.

Ecléa Bosi era casada com o crítico Alfredo Bosi, professor titular aposentado de Literatura Brasileira na USP.

Com informações da Assessoria de Imprensa da USP

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn16Print this pageEmail

Textos relacionados