Jovens pesquisadores oferecem novas interpretações para a saga Harry Potter

Da literatura ao cinema, pesquisadores de diferentes áreas propõem novas análises, para além do texto e do menino bruxo; e-book está disponível para download gratuito

 18/02/2022 - Publicado há 6 meses  Atualizado: 25/02/2022 as 18:30
Pesquisadores fazem análise sobre obra que conquistou milhões de leitores ao redor do mundo – Foto: Reprodução/Amazon

.
Uma geração de leitores de Harry Potter chega à universidade e, com a organização de uma docente e uma pesquisadora da USP, alguns deles foram reunidos em uma coletânea de textos. Fugindo da crítica tradicional, dez pesquisadores oferecem novas interpretações e novas formas de interação da obra de J. K. Rowling em um livro digital. Intitulado Harry Potter: caminhos interpretativos, o e-book foi lançado gratuitamente pela Pontes Editores e foi financiado pelo Edital da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP, com apoio do Programa Santander Universidades e da Fundação de Apoio à USP (Fusp). Clique neste link para acessar.

A publicação é organizada por Andrea Saad Hossne, professora e pesquisadora do Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), e Beatriz Masson Francisco, que fez mestrado no mesmo departamento com a dissertação Leitores e leituras de Harry Potter. No estudo, Beatriz analisa como os desdobramentos do enredo de Harry Potter, vindo de estratégias de mediação de leitura, foram responsáveis por formar milhões de leitores ao redor do mundo.

Capa do novo livro [clique na imagem]- Foto: Reprodução/Ed. Pontes
Apesar da nova publicação ser dividida em três partes, as organizadoras afirmam que “o leitor do e-book talvez não estranhe uma quase circularidade que essa divisão e a sequência dos textos acaba por imprimir”. E acrescentam: “Se não são poucos aqueles que cresceram aguardando a publicação do livro seguinte, ou a adaptação seguinte de um dos livros já publicados, não serão em menor número aqueles que da tela chegaram aos livros”.

Na primeira parte, os artigos propõem a análise do texto literário de Harry Potter à luz de diversas correntes da crítica e de aproximações com outras áreas e saberes. A identificação do narrador, a construção dos personagens, a formação da maldade e até mesmo uma perspectiva feminista sobre as personagens Hermione e Luna são temas analisados nessa parte do e-book.

Na sequência, os artigos exploram o universo dos leitores, as interações dos fãs da saga no Brasil e na Bélgica e questões relacionadas à autora que perpassam os sete romances. Nesta seção, um dos autores traz um recorte de sua pesquisa de iniciação científica em Teoria Literária sobre a leitura de literatura de fantasia como fármaco por leitores deprimidos, focando nos modos de interação desses leitores com a obra.

A última seção do livro, intitulada Para além do texto, contempla um outro aspecto da interação entre a série escrita por J.K. Rowling e instâncias externas a ela, detendo-se nas adaptações cinematográficas da obra.
.

Foto: Pixabay CC


Curso on-line e gratuito analisa aspectos da obra

As organizadoras do e-book também promoveram no ano passado um curso de extensão universitária que foi ministrado pela FFLCH e está aberto ao público no canal da faculdade no Youtube. As aulas são divididas em cinco partes: Os blocos narrativos e a passagem do tempo; Aspectos da novela romanesca em Harry Potter; Aspectos do romance de formação em Harry Potter; Harry, Rony e Hermione: a amizade e a função fraterna; e O universo mágico de Harry Potter nas telas do cinema.

Clique no player e confira uma das aulas do curso:

Para ver todas as cinco aulas confira neste link.

.

Harry Potter: caminhos interpretativos
213 páginas, Pontes Editores, 2022
Organizadoras: Andrea Saad Hossne e Beatriz Masson Francisco – FFLCH
E-book financiado pelo Edital PRCEU/ FUSP/ Santander – 2021

Leia ou faça download gratuito clicando aqui.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.