Instituto da USP é premiado por pesquisa oceanográfica

Diretora do Instituto Oceanográfico recebeu o prêmio em um dos maiores eventos de logística do País

Por - Editorias: Universidade
  • 39
  •  
  • 1
  •  
  •  
Público visita as embarcações do Instituto Oceanográfico na Baixada Santista – Foto: Nivaldo da Graça Saraiva

O Instituto Oceanográfico (IO) da USP venceu o Prêmio de Reconhecimento Acadêmico Rubens Lara na categoria Pesquisa Oceanográfica. A cerimônia de entrega do prêmio foi realizada dia 8 de junho, durante o nono Congresso Internacional de Logística das Fatecs (Fateclog).

A professora Elisabete de Santis Braga da Graça Saraiva, diretora do IO, recebeu o prêmio em cerimônia no Terminal Marítimo de Passageiros Giusfredo Santini – Concais, em Santos. A professora Rosalinda Carmela Montone, suplente da presidência da Comissão de Pesquisa do IO também esteve no evento.

O objetivo do Prêmio Rubens Lara é estimular o desenvolvimento científico nas áreas de logística portuária da Baixada Santista, com ações que visem à gestão, sustentabilidade, ética e cidadania. Com foco no tripé “sociedade, empresas portuárias e área educacional”, o prêmio de reconhecimento acadêmico contempla a atuação das empresas regionais e instituições que se destacaram em diversas categorias.

Como parte do evento e em comemoração ao Dia Mundial dos Oceanos e ao Dia Nacional do Oceanógrafo, o Instituto Oceanográfico da USP abriu duas embarcações para visitação pela população por três dias. De 8 a 10 de junho, no cais do porto, o público pôde visitar o navio oceanográfico Alpha Crucis e o barco de pesquisa Alpha Delphini. Parte da tripulação e estudantes do curso de bacharelado em Oceanografia acompanharam a visitação como monitores.

Uma das visitantes foi a pró-reitora de Cultura e Extensão da USP, Maria Aparecida Machado, que elogiou a iniciativa. Segundo a professora, a atividade é uma oportunidade de divulgar o trabalho do IO  à comunidade “que sempre nos acolheu e sempre foi o porto seguro para as nossas embarcações, contando sempre com o apoio da Capitania dos Portos, da Marinha do Brasil e da Codesp [Companhia Docas do Estado de São Paulo]”.

“O nosso principal instrumento de trabalho são as embarcações. Nelas produzimos ciência e nos mantemos durante nosso trabalhos. A abertura à comunidade nos permite mostrar um pouco dos nossos desafios e das nossas conquistas, e esperamos incentivar alguns jovens a seguir nesta profissão”, afirma a diretora do Instituto Oceanográfico.

 

 

 

  • 39
  •  
  • 1
  •  
  •  

Textos relacionados